Mulher: O que a fez esquecer do prazer?

Mulher: O que a fez esquecer do prazer?

publicado por Antar Vartan (Ronnei)

tags: tantra, massagem-tantrica

[ arte por Leonid Afremov "Moments of Pleasure" ]

A herança da criação patriarcal repressora e religiosa faz muitas mulheres não se importarem com o prazer obtido através de seus corpos.

A sensibilidade feminina tende a ficar em segundo plano até mesmo nos relacionamentos duradouros. Talvez por acumular afazeres domésticos, maternidade e todas os cuidados exigidos pelo estereótipo de vaidade aos quais a mulher passou a acreditar, o tempo tenha ficado curto no que diz respeito ao prazer feminino.

 O corpo da mulher pode ser mutilado sem culpa e nem cerimônia, como nas intervenções cirúrgicas durante o parto, onde a fisiologia do corpo possui todos os recursos necessários para cumprir o objetivo de parir - na grande maioria dos casos.

Na antiguidade muitas mulheres foram obrigadas a utilizar o cinto de castidade. Um aparelho que envolvia a cintura pélvica feminina e possuía um cadeado que o marido trancava em sua ausência, para garantir que sua propriedade não fosse violada. Durante a ausência do marido a mulher não podia fazer a higiene de seu genital.

Tais abusos criaram o registro cultural da submissão criando o histórico da dependência masculina. O homem tinha o direito instituído de exercer a violência sobre o corpo feminino implementando sobre ele o registro da dor.

O corpo feminino serviu aos interesses masculinos e poucas mulheres foram além do que a selvageria masculina permitiu. Exceto as transgressoras que ousaram se tocar, viajar, estudar, trabalhar, não aceitar o casamento arranjado, dirigir, votar, ou seja, romper as correntes e superar as barreiras que limitavam o acesso ao prazer de viver.

Por causa da posse masculina sobre o corpo feminino, a genitália da mulher era conhecida apenas por sua função reprodutiva. Até pouco tempo não se conhecia as estruturas do genital feminino e seu potencial imenso de fornecer o prazer a mulher.

O sexo penetrativo condiciona as mulheres aos limites orgásmicos do homem. Já que a maioria dos homens se limitam a ter uma relação sexual com o objetivo da ejaculação e esta acontece com bastante rapidez, muitas mulheres não chegam ao orgasmo e acreditam ser normal. Aquelas que chegam ao orgasmo, não conhecem mais que um ou dois, por conta da impotência de alguns parceiros.

Sendo assim, poucas mulheres conhecem o potencial multi-orgástico do seu corpo, já que a cultura repressora limitou os estudos da anatomia do corpo feminino a função reprodutiva e a religião castrou a chance de homens e mulheres de se conhecerem, fazendo entender as manobras sexuais além do coito penetrativo como pecado.

Em tempos de internet wifi com acesso pelo celular, a limitação do acesso  a informação já não pode ser desculpa para perpetuar situações desconfortáveis. O prazer da mulher é pessoal e intransferível, podendo apenas ser compartilhado.

Antar Vartan (Ronnei)
Terapeuta Tântrico certificado pelo Centro MetamorfoseTerapeuta Tântrico, Renascedor e Instrutor de Cursos Individuais e em grupo de Massagem Tântrica, formado pelo Centro Metamorfose, com formação em Renascimento e Terapias Integradas de Respiração.Possui certificação Método Deva Nishok de Massagem Tântrica que permite a realização da Terapêutica [...]

Veja o perfil completo

Encontre atividades próximas à você:



Outros artigos interessantes para você

Para muitos homens, o incremento da relação com um vibrador ainda é um tabu. "mas eu consigo fazer ela gozar sem usar um vibrador" "ela vai...
De acordo com uma pesquisa recente sobre o comportamento sexual no nosso país, metade dosbrasileiros está insatisfeita com sua vida sexual....
A libido é uma carga energética que tem origem na sexualidade como um todo. Muitas pessoas acham que a sexualidade localiza-se apenas no...
Muitos casais possuem dificuldades, limitações e condicionamentos que não lhes permitem alcançar o prazer, a intimidade e o orgasmo em sua...
Por Deva NishokTantra é um termo amplo, pelo qual antigos estudantes de espiritualidade na Índia designavam um tipo muito especial de...
[ Arte "Orgasmo", de Axel Rodriguez Martinez ] Cada mulher tem seu jeito de atingir o orgasmo. Para umas, basta uma rapidinha. Já para...
Entrevista conduzida por Andréia Félix: Deva Nishok: Tantra é uma palavra que, em Sânscrito, significa “Tramas”, os fios de comportamento...
Algumas vezes, as pessoas que me procuram ficam frustradas quanto ao resultado da Terapia, pois estavam na expectativa de "uma...
Todos nós temos a capacidade de lutar por nossos ideais, de buscar o que desejamos e necessitamos, assegurando nossa sobrevivência e também...
A massagem erótica tem sido cada vez mais procurada - conforme números do próprio Google nos revelam. E essa demanda abre espaço para uma...
Não devemos dar nem receber,mas permanecer natural, porque Mahamudraestá para além de toda aceitação e rejeição.Já que alaya não é...
Quando falo para as pessoas que sou Terapeuta Tântrico suas expressões sempre mostram um misto de curiosidade com desconfiança. E uma série...
O Tantra no ocidente é cercado de mistério e admiração. Para alguns praticar o Tantra é quase o mesmo que praticar o Kama Sutra, para...
Os Tantras são um apanhado de antigas escrituras consideradas sagradas por grande parte da humanidade, em sua maioria habitantes do...
Afetividade é a relação de carinho ou cuidado que a pessoa tem consigo mesma ou com alguém que lhe seja íntimo ou querido. É um estado...
O Tantra possibilita que o homem alcance o mais profundo e significativo sentimento de religiosidade que esteja totalmente impregnado de...
Veja todos

Quer receber conteúdo exclusivo no conforto do seu email?

Assine nossa newsletter!

Receba conteúdo exclusivo sobre Tantra e atividades: