Não é normal...

Não é normal...

publicado por Paula (Prem Nigama)

Não é normal fazer o que não gosta, implorar por carinho, clamar por atenção...

Não é normal sentir-se infeliz, a margem, ter de fazer malabarismos para se enquadrar...

Não é normal não ter prazer no trabalho, no amor e nas relações pessoais...

Não é normal ter de se esforçar para ver o lado bom da vida...

Não é normal agradar os outros e desagradar a si...

Não é normal não ser bem sucedida, não conseguir pagar as contas...

Não normal não querer, não dever ou não poder escolher...

Não é normal se conformar com o que sobra...

Não é normal achar tudo uma porcaria e não sentir-se realizada...

Não é normal não amar e não ser amada...

Não é normal sentir-se triste, desalentada, desmotivada e perdida...

Não é normal assistir sua vida passar a distância, como se não fizesse parte dela...

Não é normal ter a sensação de que não faz nada certo, de que não faz falta ou diferença...

Não é normal correr, correr e nunca chegar...

Não é normal se manter enclausurada em fantasias criadas pela sua cabeça...

Não é normal sacrificar-se para conseguir o que quer...

Não é normal fabricar satisfações , sensações e sentimentos...

Não é normal contentar-se com o que e com quem apareceu...

Não é normal olhar apenas para baixo, com receio do que está lá em cima...

Não é normal ser movida pelo medo...

Não é normal paralisar-se e não conseguir ir além, se essa é a sua vontade...

Não é normal se esconder, se calar, se diminuir, se guardar numa caixa de contorcionismo...

Não é normal se recriminar, se julgar e autoflagelar...

Não é normal sentir-se sem escolha...

Não é normal ser infeliz...

Normal é ter prazer até nas dificuldades, é sentir-se livre mesmo estando amarrada, e escolher sempre, mesmo quando parece que não há caminho... Normal é colocar holofotes nas suas alegrias e realizações... Amar a si mesma aceitando seus erros e acertos e crescendo com cada conquista ou tropeço...Normal é estar confortável com quem é e como é, mas, mais normal ainda, é ser livre, tão livre a ponto de sentir-se segura para mudar tudo quando quiser.

Normal é seguir rumo à sua vontade, conectar-se com o que movimenta o seu corpo e faz seu coração vibrar, normal é sentir borboletas no estômago 24 horas por dia, 365 dias por ano, normal é ser feliz a vida toda, mesmo quando se está triste.

Paula (Prem Nigama)
Autora do ebook Tantra a Dois, passou pelas principais escolas de Tantra do Brasil.Advogada, deixou o mundo corporativo para mergulhar numa jornada de autoconhecimento através do Tantra. É certificada em Terapia Tântrica, Técnicas de Respiração e Renascimento pelo Centro Metamorfose. Foi assistente de grupos do [...]

Veja o perfil completo

Quer receber nossas newsletters no conforto do seu email?


Atividades da Terapêutica Tântrica

Outros artigos interessantes para você