Depoimento de Anônimo sobre a atividade Massagem Tântrica

"Nesse relato, quero dividir com as mulheres como foi minha primeira experiência com a massagem tântrica, tema rodeado de poucas informações e de tabus. Há meses venho pesquisando o tema e criando coragem para fazer uma massagem. Li sobre o tantra pela primeira vez quando pesquisei sobre a dificuldade das mulheres em atingir orgasmos. Eu nunca tinha tido um orgasmo, nem mesmo nunca gozei com um parceiro. Isso me trazia grande tristeza e insatisfação, pois me sinto presa, travada, culpada, nunca me entrego 100%. Gozei pela primeira vez sozinha aos 28 anos, depois de compartilhar experiências com outras mulheres em grupos feministas do Facebook, usando um massageador de clitóris. Mas meu ritual de masturbação segue sempre uma receita: pornô e depois uso o bullet por poucos segundos e gozo, experiência essa que eu acho bem precária, limitada, insatisfatória.

Queria contar então que agendei minha consulta e fui. Fiz no Centro Metamorfose, o qual acho bem confiável, em Belo Horizonte. Escolhi um terapeuta homem, Dhyan Garjan. Não tive nenhuma indicação, não conhecia pessoalmente ninguém que tinha feito a massagem e escolhi o terapeuta pelo site, escolhei aleatoriamente, mas também procurei por alguém que me inspirasse uma certa confiança. Sou hetero, namoro e escolhi um terapeuta homem, talvez porque minhas fantasias sejam todas heterossexuais, além de ser muito significativa a dificuldade que tenho de me entregar aos meus parceiros.

Fui, tensa e nervosa, pensando mil vezes em desistir da ideia. O local, além de lindo, é muito acolhedor. Já na sala da massagem, primeiro nos sentamos em cadeiras de frente a frente e ele, muito profissional, educado e gentil, perguntou quais eram minhas expectativas com a massagem. Expliquei sobre meu travamento, culpa e falta de entrega, além de não me sentir muito satisfeita com a forma como me masturbo. Ele me explicou quais técnicas usaria no meu caso e o passo a passo de como tudo iria funcionar. Falou da importância de ficar de olhos fechados durante toda sessão para me concentrar totalmente nas sensações do meu corpo.

Em resumo, deitei na cama, nua, de olhos fechados. Tudo, do início ao fim, foi feito ao som de músicas relaxantes e excitantes. Uma playlist magnífica. Inicialmente fizemos uns exercícios de respiração e relaxamento. Depois, ele começou fazendo uma massagem com a ponta dos dedos em todo o meu corpo (exceto nos genitais), dos pés ao couro cabeludo. Um toque leve, suave, sem pressa, incrível. Meu corpo ficou todo sensibilizado e devo dizer que eu estava muito excitada (e ansiosa) nessa hora. Depois, ele colocou as luvas (é tudo muito higiênico e profissional), usou um óleo massageador e massageou meu clitóris por um bom tempo.

Não demorou muito e eu tive orgasmos maravilhosos, vários, e - pra minha surpresa - ejaculei várias vezes. O colchão (sorte que o colchão é protegido por uma capa impermeável) ficou todo molhado do meu gozo. Destaco que meu clitóris é bem pequeno e eu achei incrível a capacidade do terapeuta de encontrá-lo em poucos segundos, além de ter estimulado nos pontos certos onde me matou de prazer, pontos esses que eu nem tinha ideia de que eram assim tão prazerosos. É um conhecimento total do corpo humano e isso faz da terapia ainda mais interessante. Não houve penetração dos dedos, foi só estimulação clitoriana (confesso que senti falta disso), mas o terapeuta sabe qual técnica aplicar em cada caso e tenho certeza que aquela foi a adequada para mim naquele momento. Eu tive vontade de chorar de prazer várias vezes, gemi, me contorci, me libertei. Depois da massagem, teve um momento de relaxamento e meditação, pude refletir e sentir tudo que tinha acabado de acontecer. Me senti muito melhor comigo mesma, me senti mais dona de mim e ao mesmo tempo com muito a descobrir.

Enfim, foi um investimento alto, mas valeu cada centavo. Eu saí de lá me sentindo diferente, saí me sentindo mais leve, poderosa, mais bonita e mais sexy, além de sentir que agora comecei a conhecer mais do meu corpo e do meu prazer. Isso já mudou a forma como eu me masturbo (sei que não preciso mais do pornô para me excitar) e vai mudar muito a minha entrega e minha exigência na cama. Foi uma experiência única que reverberou de forma muito forte na minha vida. Pras mulheres que tem dificuldades de atingir o orgasmo e que querem conhecer mais do próprio prazer, se puderem investir esse dinheiro, vão sem medo. É uma experiência maravilhosa."

Anônimo

Conheça o instrutor desta atividade:

Garjan (Alex)

Terapeuta Tântrico formado pelo Instituto Comunna Metamorfose e certificado em todas as modalidades do Método Deva Nishok de Terapêutica Tântrica (Sensitive Massagem, Êxtase Total Massagem, Yoni e Lingam Massagem, G-Spot e P-Spot Massagem).Participou do Programa Flowing e residiu na Comunna Metamorfose por 6 meses, vivendo [...] Veja o perfil completo