Depoimento de Anônimo sobre a atividade Massagem Tântrica

"Sou casada e, antes de conhecer o tantra, tinha uma vida sexual que eu considerava normal e até melhor que a média. Sexo prazeroso uma ou duas vezes por semana, orgasmo às vezes com meu marido, às vezes sozinha. Cheguei na massagem por curiosidade. A ideia de unir sexualidade e espiritualidade me atraiu muito. Li um artigo em algum lugar, entrei no site e deixei a intuição me guiar na escolha do terapeuta. A idéia de ser tocada por uma mulher não me agradou a princípio. Escolhi um homem, Dhyan Garjan, que me inspirou credibilidade e tranquilidade. O contato foi cordial e profissional.

No dia marcado, pensei em desistir e cheguei a dar várias voltas no quarteirão antes de criar coragem para entrar. O centro é agradável e acolhedor. O terapeuta foi gentil e educado. Ele me conduziu a uma sala, me fez algumas perguntas, me explicou sobre a massagem, e preparou o ambiente enquanto eu me despia no banheiro. Em momento algum me senti constrangida ou receosa. Eu não estava ali para viver uma fantasia sexual, mas para explorar um mundo que eu não conhecia. O ambiente e a condução do processo pelo terapeuta reforçam essa proposta. A massagem segue uma sequência que já foi explicada em outros depoimentos. Começa com a Sensitive: toque muito suave por todo o corpo que relaxa e provoca arrepios de prazer ao mesmo tempo, e evolui para a Yoni e g-spot: massagem mais vigorosa nos genitais e em torno deles. O terapeuta alterna movimentos com as mãos e vibradores estimulando toda região genital. A descoberta do ponto G foi uma novidade pra mim. Sim, ele existe e é uma fonte incrível de prazer.

As sensações foram tão intensas, novas e inesperadas que fica até difícil descrever. Palavra nenhuma faria justiça à experiência. Senti prazer em partes do corpo não explorava há muito tempo: em volta da cintura, nas axilas, nos lábios. A resposta do meu corpo ao toque foi incrível. Tive orgasmos múltiplos e experimentei uma sensação de estar suspensa no tempo e no espaço. Os orgasmos foram completamente diferentes dos que eu já tinha sentido até então, muito mais longos, intensos e sentidos não só na vagina mas no corpo inteiro. Sabe aquela história que diz que só usamos 10% da capacidade do nosso cérebro? Pois com a massagem você descobre que só usa 10% da sua capacidade de sentir prazer. Encantador e apavorante ao mesmo tempo, certo? E a minha postura arrogante de mulher bem resolvida e sexualmente satisfeita foi sustituída por um sentimento de humildade total e uma curiosidade infantil. Acabei fechando um pacote de seis massagens e saí de lá atordoada com a vivência e as possibilidades de auto conhecimento que eu tinha encontrado quase que por acaso. Eu ainda não sabia, mas a parte mais interessante do pacote é que, além das massagens, ele te dá acesso gratuito aos outros trabalhos realizados no Centro, que passei a frequentar regularmente.

As experiências seguintes foram tão intensas e variadas que merecem um outro depoimento. Com as massagens, encontros de meditação, de respiração circular, rodas de mulheres, e movimentações tântricas, fui me descobrindo e despertando sentimentos que eu nem sabia que existiam. Os impactos se espalharam por todas as áreas da minha vida. Meu marido, que à princípio achou a ideia estranha e teve ciúmes, acabou entrando na onda e fazendo uma massagem também. Nosso convívio e vida sexual mudaram drasticamente e isso é só o começo. Nossa participação no próximo workshop para casais na Comunna Metamorfose já está marcada. O relacionamento com os filhos melhorou muito, algumas amizades se fortaleceram, outras deixaram de fazer sentido. Com ajuda do terapeuta, eu confrontei minha dificuldade de aceitar o meu corpo e me amar incondicionalmente, de abrir mão do controle sobre as emoções e situações, de confiar no meu parceiro e me entregar de verdade ao momento. O auto julgamento, as vergonhas, culpas, medos e ansiedades foram caindo por terra um por um. O processo tem sido longo, às vezes doloroso e muito transformador. Enquanto à minha volta a crise de meia-idade e os antidepressivos imperam, eu me pego na adolescência da minha vida sexual. Aos 42 anos de idade!

Além de conduzir as massagens e me guiar pelos outros trabalhos, o Garjan ainda demonstrou uma paciência infinita ao aturar e responder meus questionamentos sem fim. Minha gratidão volta na mesma proporção. Recomendo demais o seu trabalho e lhe desejo todo o sucesso do mundo em seus empreendimentos futuros. Aos que ainda não experimentaram fica o incentivo e um alerta: é um caminho sem volta."

Anônimo

Conheça o instrutor desta atividade:

Garjan (Alex)

Terapeuta Tântrico formado pela Comunna Metamorfose e certificado em todas as modalidades do Método Deva Nishok de Terapêutica Tântrica (Sensitive Massagem, Êxtase Total Massagem, Yoni e Lingam Massagem, G-Spot e P-Spot Massagem).Participou do Programa Flowing e residiu na Comunna Metamorfose por 6 meses, vivendo um [...] Veja o perfil completo

Conheça o espaço:

Espaço Kaya Terapias

Serra / Belo Horizonte MG