Depoimento de Prem Ragini sobre a atividade Massagem Tântrica

Ela entrou em minha sala para fazer uma massagem tântrica, um sonho acalentado desde que me conhecera, há alguns meses, sentou-se e disparou:

"- Gratidão por me atender. Desde o dia que vim conversar com você, voltei a dormir! Eu deito e durmo depois de seis meses de insônia! Falar contigo me libertou de uma culpa que pesava toneladas e estava me sufocando! Você não tem noção!

E tem mais, estou lendo um livro maravilhoso: "Mulheres que correm com lobos" e descobri que estou libertando minha mulher selvagem. Tenho uma loba dentro de mim e quando ela botar as quatro patas no chão, ninguém me segura! Ainda não nasceu homem que me prenda novamente!"

Confesso que lágrimas me acorreram aos olhos, tomada pela surpresa de suas palavras viscerais e pelo significado nas entrelinhas: a escuta de seus problemas, sem julgamento, e as palavras que eu lhe dissera, em uma consulta-diagnóstico de 30 minutos, haviam ajudado aquela mulher a se libertar da culpa, e seu corpo pudera repousar após noites insones.

Eu tinha uma vaga noção porém não sabia que uma simples conversa pudesse ser, desse modo, terapêutica para alguém.

Ela estava vivendo um romance clandestino e tomada por uma paixão grande, tivera forças para pedir a separação e terminar um casamento que há muito agonizava. Mas estava sofrendo: não contava com o apoio das amigas e colegas de trabalho que a censuravam por se envolver em um romance sem futuro, abandonando um marido bom, com quem tinha uma filha pequena. Contou-me que há muito se sentia presa, congelada em uma espécie de iceberg à deriva e só fazia trabalhar, cuidar da casa e da criança. Não tinha sonhos nem projetos ou desejos, e seu corpo era desprovido de sensações sexuais. Mas um reencontro inesperado, a tirara do torpor e, depois de angustiantes avanços e recuos, se lançara nos braços desse homem atraente e sedutor com quem havia começado a sentir coisas que nunca sentira antes. Era como um pássaro começando a voar ou uma bela adormecida despertada em seu castelo medieval, não por um príncipe, mas por um macho alfa "atraente feito o diabo". Agora, tinha desejos loucos, de saltar de paraquedas; ímpetos de montar a cavalo desembestada; de tomar banho de chuva; de rolar na grama feito gata no cio; ou deitar na rede o dia inteiro...

Quanto ao livro, como professora e amante da literatura, eu sempre tive consciência do poder transformador e da mágica encantatória das palavras. Poderia citar N filmes que retratam isso como "O Carteiro e o Poeta" e "Os homens querem paz". Porém ouvir de uma mulher, ali na sessão, o renascimento que estava lhe acontecendo pelo poder da palavra era meio mágico também.

Sua massagem tântrica foi linda; ouvir suas risadas, seus gemidos e ver aquele corpo selvagem fremir, soerguer-se nas alturas e suas pernas se abrirem para dar nascimento a outra versão de si mesma foi uma grande emoção .

Depois da sessão, a loba, recém saída do cativeiro, foi-se embora "sacudindo o pêlo marrom e tremendo ao vento ateu"...

Prem Ragini

Conheça a instrutora desta atividade:

Prem Ragini

Terapeuta Tântrica, Renascedora e Instrutora de Cursos Individuais e de grupos "Curso Livre de Massagem Tântrica", com Especialização em Disfunção Sexual e formação também em Renascimento, Terapias Integradas de Respiração (TIR) e em Psicologia Budista na Sanga do CEBB no Recôncavo Baiano. Graduanda em Somatic [...] Veja o perfil completo