Depoimento de Roberto Araújo sobre a atividade Massagem Tântrica

"Jamais havia passado pela minha cabeça o tão quão longe pode se chegar o nosso potencial orgástico e isso não é exclusividade minha. Hoje sei como funciona a essência da terapia e posso afirmar que toda a técnica utilizada é extremamente funcional e mágica. Não dá pra descrever de quão surreal e intenso que é. Os pontos certos quando estimulados te levam ao céu. Tive 2 orgasmos secas e uma “normal”. Fico admirado em saber que este momento não é considerado o fim. Aprendendo a sustentar as ondas de prazer, pode-se prorrogar por minutos (quero muito dominar)."

Cheguei até aqui por um “acidente”, sou ouvinte frequente dos meninos da 89FM (Quem Não Faz Toma) e em uma certa semana tinha uma temporada de programas gravados na qual não sou muito adepto. Mas como eram programas inéditos, dei um voto de confiança.

Ouvi a entrevista de Abigyt e mal podia acreditar naquela oportunidade de modificar minha forma de pensar e de viver, fiquei entusiasmado com aquela possibilidade de revolução. Pensei comigo - “como pode o corpo humano ser tão complexo e perfeito ao ponto de algo tão primitivo como o sexo proporcionar sensações, revelações tão profundas e libertadoras." Ouvi a entrevista mais de 3x para absorver toda a idéia.

Até aquele momento estava vivendo por viver, como diz a canção de Roberto Carlos, sou casado (vida sexual morna), tudo andando dentro da normalidade, com algumas ambições típicas de vida, mas sentia que alguma coisa internamente não ia bem, principalmente no cunho filosófico. Possuía alguns temores e com uma certa insatisfação, algumas de razões conhecidas e outras ocultas.

Devorei site da Rede, e fiquei ansioso em comprovar se as filosofias, e principalmente a Massagem Tântrica era tudo isso mesmo que eu li e ouvi. Não satisfeito fui buscar na internet, mais sobre esse mundo e a cada artigo, vídeo e depoimento me deixou certo de arriscar.
Obviamente houveram momentos de dúvida e desconfiança, visto ainda portar os típicos conceitos da sociedade atual. Não tinha dúvidas sobre a idoneidade de Abigyt ou da própria Rede Metamorfose. Mas a ideia em si, sempre me remetia a experiência de outros tempos de quando era solteiro, se é que vocês podem me entender. Enfim agendei a sessão.

Após o expediente de trabalho e no horário marcado estava eu lá. Minha nossa como estava nervoso, mas com sua recepção tão calorosa e cheia de vida, já dava indícios que seria tudo diferente do que já testemunhei. Em questão de minutos me senti tão à vontade com ela, como se fossemos conhecidos de longa data (até hoje é assim). Sanou todas as minhas duvidas com grande atenção e paciência. Fui tomar uma ducha conforme pede o protocolo e após uma breve meditação teve-se início minha sessão.
Jamais havia passado pela minha cabeça o tão quão longe pode se chegar o nosso potencial orgástico e isso não é exclusividade minha. Hoje sei como funciona a essência da terapia e posso afirmar que toda a técnica utilizada é extremamente funcional e mágica. Não dá pra descrever de quão surreal e intenso que é. Os pontos certos quando estimulados te levam ao céu. Tive 2 orgasmos secas e uma “normal”. Fico admirado em saber que este momento não é considerado o fim. Aprendendo a sustentar as ondas de prazer, pode-se prorrogar por minutos (quero muito dominar).

No final, mal podia acreditar no que sentia, uma mistura de paz, otimismo, ondas de boas vibrações e agradecimento por me permitir ter vivenciado tal experiência. De tudo de bom um pouco. Um detalhe, devo confidenciar que não me entreguei 100%, devido acreditar que de alguma forma estaria enganando minha esposa. Mas depois da experiência isso se dissolveu de uma maneira natural.

Curti como nunca o retorno pra casa, eu com meus pensamentos e sensações. Voltei pra casa tão sereno, leve e despreocupado, ainda absorvendo os acontecimentos e relembrando a experiência. Toda a correria, a pressa do dia a dia, desapareceu.
Ao chegar em casa, tomei meu banho e me deitei, só pelo simples fato de ser tocado casualmente pela esposa já tinha espasmos. Ao despertar no dia seguinte tentei (amadoramente) reproduzir algumas das ações com minha esposa e tivemos uma relação até então diferente do habitual e muito prazerosa. Minha mente estava desacelerada, onde as ações instintivamente agiam em câmera lenta, pensava e falava com clareza o que queria me expressar. Degustei como nunca havia feito o café da manhã e o almoço, com prazer e vida, o simples fato de ouvir a água se agitando na maquina de lavar, me fez vibrar e me senti muito bem. Minha esposa estranhou a forma em que eu vinha agindo, mas estava curtindo o novo momento que eu passava mesmo sem saber o que de fato havia acontecido. Segundo a mesma estava mais interessante e “tezudo”..kkkk.
Essa onda durou com mais intensidade nas 48 horas seguintes, mas a experiência está enraizada na mente. Fiquei entusiasmado com as possibilidades apresentadas que fui atrás de mais artigos, relatos vídeos e aos poucos fui introduzindo minha esposa ao Tantra. Mas isso é assunto para um próximo depoimento.

Inicialmente pensava que tal experiência era para pessoas com mente aberta e disposta a se arriscar após julgar ter tentado todas as possibilidades. Hoje sei que o método é abrangente onde não há preconceitos. Sinto por não ter descoberto antes esse mundo.

Para que a mudança ocorra, basta que você dê o primeiro passo. O restante corre por si só de acordo com as oportunidades e possibilidades que vão se apresentar. Digo com toda a franqueza que pelo menos cada ser humano deveria se permitir passar por esta experiência. Pretendo fazer o tratamento para ser uma pessoa melhor, e de momento a palavra que tenho para Abigyt é GRATIDÃO PLENA.

Roberto Araújo

Conheça a instrutora desta atividade:

Deva Abigyt (Fabiana)

Deva Abigyt é terapeuta tântrica vibracional, holística, reichiana e coaching de desenvolvimento pessoal. Também do universo das artes e Cineasta influenciada por David Lynch (book/Catching the Big Fish) conheceu a Meditacao Transcedental e em seguida a Massagem Tântrica através do místico contemporâneo Osho (book/Creativity) e [...] Veja o perfil completo