Uma reflexão sobre violência

Uma reflexão sobre violência

publicado por Deva Harischandra Jéssica

A gente vai vivendo e naturalizando coisas que não são naturais. Muitas vezes já não conseguimos perceber o quanto há de violência ao nosso redor, no nosso dia a dia, nas nossas ações...

Acabamos por acreditar que a violência está somente no assassinato, nas brigas, nos roubos, nas torturas, etc.

E não percebemos o quanto há de violência em nossas palavras sobre outras pessoas, seja nos julgamentos, comentários maldosos, reclamações, ou quando nos achamos no direito de chamar a atenção do outro com uma soberba cruel, como se não fôssemos também passíveis de erros.

A violência está na criação e educação das crianças. Nas comparações, nas críticas impiedosas, na falta de atenção, nas ofensas, na castração de sua inocência, na repressão de sua espontaneidade, no silêncio que se impõe a elas, na ridicularização, nas mentiras que se conta.

A violência está no nosso consumo desenfreado, no total descaso com a vida e com o cuidado com os recursos naturais, na toxidade que se joga na terra, na extração visando somente o lucro. Está na nossa arquitetura, em diversos aspectos da nossa cultura de maneira geral. Está na economia, na desigualdade gritante de distribuição de renda, na exploração e alienação do trabalhador.

Está na corrupção do dia a dia, no abuso de poder, na comunicação de forma estúpida, na falta de paciência, tolerância e empatia. Na não aceitação de si mesmo.

Está no machismo, que faz mal a todos. Na educação sexual deturpada e repressora. Na cobrança por padrões, que geram tantas violências, inclusive das pessoas com o seu próprio corpo, com o seu próprio ser, fazendo com que não se aceitem e violentem-se diariamente sentindo-se feias, não inteligentes, incapazes, insuficientes, sem amor próprio, sem energia, sem vontade de viver.

Está na quantidade de lixo que produzimos, na falta de consciência de que não existe “jogar fora”.

Está no trabalho que não gostamos, mas suportamos. Morremos um pouco a cada dia por mantê-lo, não enxergando as inúmeras possibilidades que possuímos, ou não acreditando que podemos escolher outras coisas.

Está no desrespeito aos seres de uma maneira geral. É tão introjetado como natural, que nem percebemos, por acreditarmos que somos superiores a eles.

Está no trânsito, quando julgo os outros porque considero que dirijo muito melhor, reclamo e xingo o tempo todo, mesmo que só pra eu ouvir...

Há inúmeras outras violências presentes no nosso cotidiano e que não são vistas como tal porque já nos anestesiamos a elas e acostumamos. Tenho certeza que você consegue perceber muitas outras não citadas aqui.

Que a gente consiga não só refletir sobre o assunto, mas criar alternativas pra viver de forma cada vez menos violenta uns com os outros e com a natureza. Afinal, somos um grande organismo vivo e se faço mal a qualquer ser, faço mal a mim mesma. Que essa consciência se torne tão natural quanto nos é hoje a violência.


Deva Harischandra Jéssica
Sou terapeuta tântrica, trabalho tocando o corpo e a alma das pessoas. Acredito no trabalho de desenvolvimento do ser humano em sua integralidade com o método Deva Nishok. É um trabalho que transforma vidas.Trabalho com a massagem tântrica, nas seguintes modalidades:* Sensitive Massagem* Êxtase Total [...]

Veja o perfil completo

Outros reflexões para você

1. Ando pela rua. Há um buraco fundo na calçada. Eu caio... Estou perdido... Sem esperança. Não é culpa minha. Leva uma eternidade para...
Começo com uma opinião pessoal, eu sempre achei que quando acontecia uma traição numa relação era porque algo não ia bem, hoje tenho essa...
Muitas pessoas acabam associando a palavra tantra com práticas sexuais. É muito simples e rápido fazer essa associação, basta pesquisar na...
Tenho visto nos últimos dias várias vezes essa pergunta nas redes sociais “Que conselhos você daria a uma pessoa que vai se casar?”, e...
Você já maldisse alguma parte do seu corpo?Já sentiu ódio de algum pedacinho seu?Já fez um mal enorme às suas células desejando que seu...
No artigo anterior, falamos sobre campos intrusos chamados obsessivos. Com muita frequência, tenho acompanhado a destruição que isso pode...
Em Mahamudra todos os pecados são consumidos;em Mahamudra está a libertaçãodos cárceres deste mundo.Esse é o supremo archote do Dharma.Os...
A fala aqui é sobre a dominação de um sistema patriarcal ao qual padrões de comportamentos que ainda são muito cobrados atualmente e mesmo...
São tantas as preocupações que rondam nossas mentes e as permitimos tirar a nossa paz desde a infância e ao longo de toda a nossa vida. É...
Muitas vertentes filosóficas se apropriaram das fundamentações do Tantra Original, associando-as com práticas e conceitos peculiares às...
É sabido que todas as mulheres podem ter orgasmos múltiplos. Acontece que mais de 50% (cinqüenta por cento) das mulheres nunca tiveram...
Essa é uma queixa que a maioria das mulheres apresentam dentro da terapia orgástica. Se você já perdeu o tesão de transar porque sente dor...
O ego muitas vezes é visto como um inimigo a ser combatido com todas as forças e formas. Porém ele é um grande aliado no despertar das suas...
Voce pode nao sentir, mas aos poucos ela nos tira aquilo que temos de mais sagrado, a vida.A vida é uma oportunidade única de crescimento...
Quando falo para as pessoas que sou Terapeuta Tântrico suas expressões sempre mostram um misto de curiosidade com desconfiança. E uma série...
Quando você faz trabalhos com você mesma de autoconhecimento corporal, autoprazer, meditações ativas para liberar suas emoções, você fica...
No post que fiz sobre a cura da solidão, eu menciono que, para superarmos esse sentimento, precisamos nos preencher por dentro, por si...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...