Orgasmo e Parto

Orgasmo e Parto

O orgasmo é um fenômeno que pode acontecer através da respiração, da dança, de massagens, movimentos, e no momento do parto toda a energia e o enorme poder que o corpo vibra, pode nos levar a viver um grande Orgasmo!
Simmm, os mesmos hormônios, (ocitocina e endorfina) e os mesmos sistemas (simpático e parassimpático) são ativados de maneira a gerar o orgasmo e também para dilatar e expulsar um bebê no nascimento.


O corpo contém (contração) a energia e depois a expande (dilatação), num movimento ritmado e crescente, cada vez contendo mais energia e depois liberando mais e mais prazer até o êxtase (parto). Quanto mais contensão, mais dor, assim como quanto mais relaxada, mais dilatação e mais prazer. A semelhança com o caminho de um orgasmo não é mera coincidência. O parto é um evento sexual!
Porém, nossa cultura vive distanciada do êxtase, vivemos a regra da normose, tanta energia é sentida por nós como dor, temos medo de expandir nossos limites e acessar um campo entre o material e o sutil, tocar o céu não é algo que esperamos viver durante a vida, porém é isso que nosso corpo faz com naturalidade e maestria!
Existem tribos em que as mulheres não conhecem a dor de parto. São pessoas que vivem ainda conectadas a natureza. Ou seja, parir dói ou a repressão sobre o prazer nos fez tão limitadas que tememos nosso próprio poder?
A repressão sexual e a falta de autoconhecimento tem levado muitas pessoas a entregarem o momento mais importante de suas vidas, o nascimento, na mão de terceiros.

Para a mulher se sentir confiante a ter um parto natural e orgânico, a sexualidade dela precisa estar também sendo vivida com integridade e espontaneidade. Íntima da sua vagina, confiante no poder do seu órgão sexual para gozar e também para gestar e dar a luz da forma que ela quiser poderemos expandir nossas potências de ser Mulher!

Quer receber as newsletters?