O Corpo na constituição do psiquismo

O Corpo na constituição do psiquismo

publicado por

Não fazemos ideia e nem sempre mensuramos a dimensão do quanto o corpo está diretamente ligado a constituição do corpo psíquico e por consequência também do emocional.

Geralmente o nascimento biológico é um evento considerado dramático e observável ao contrário do nascimento da esfera psíquica que é um desdobramento que ocorre sem um marco delimitado e não coincidem na mesma linha temporal a partir do momento em que inalamos nosso primeiro Chi, Ki, ou como chamamos no Tantra, nossa energia sexual/vital.

Essa energia sexual nos torna potentes e capacita o corpo do ganho de autonomia. Aqui temos a primeira ruptura onde nos desconectamos do cordão umbilical que nos liga a mãe, ganhando autonomia a partir dos nossos pulmões para respirar e ingerir alimento através do estomago.

Quando adquirimos o primeiro senso de existência, alcançamos também uma consciência de separatividade da mãe, e que não se dá no exato momento dessa separação biológico. O mesmo acontece com a construção e desenvolvimento do psiquismo e da noção do eu. O ego corporal dá início ao ego da psicosfera.

Em termos, precisamos do senso de existência do eu, primeiro através do outro, logo depois do movimento contrário para a criação da identidade individual. O “Eu Sou” através do senso coletivo e do olhar do outro, mas também “Eu Sou” através dos meus próprios olhos.

O denominando “nascimento psíquico” então, cuja origem estaria no corpo, também advém dos próprios sentidos, construtores do psiquismo, filtros propulsores para conexão com o mundo externo e interno, o eu a partir do outro e a partir de como o sinto, e isso também abraça nosso repertório de memorias quanto a iniciação do explorar do universo externo.

As impressões táteis, gustativas, olfativas, auditivas e visuais têm a função de disparadores tanto da memória sensível quanto daquilo que necessito para apreender o mundo. Ao bloquear essas funções há um bloqueio nesse trajeto que vai da sensação à ideia, anestesiando-a ou exacerbando-a, ficamos inertes psiquicamente.

Um bebê normal com uma mãe responsiva, precisará adquirir gradativamente essa consciência de que existem dois e não um só. E gradativamente porque o bebê vai oscilar entre uma ilusão de continuidade física e uma quebra da continuidade corporal da própria mãe.

Porém na fase adulta, ainda carregamos esse bebê, essa criança com todas estas percepções e mundos entrelaçados, que de fato não se dissolvem no nosso cotidiano habitual. A ideia de que sou a partir da percepção e do olhar do outro é sempre um dialogo, a instituição social em termos de construção comportamental e cultural também inflige esse olhar.

Esse olhar muitas vezes permeia nossa vida e nossa atmosfera psiquica com tal peso de nos tornarmos vigilantes de todos nossos atos, desejos, impulsos e ações que deletamos o primeiro aprendizado de nossos corpos: a autonomia do ser.

O Tantra permeia esse retorno para o eu, todo sentido de auto responsabilidade, sentir, pensar, ser e agir voltado para si e em seguida a autonomia dessa psicosfera para o ambiente em que permeia com responsabilidade e inclusive percebendo o “Não-Eu”. Saber que nem tudo se trata e fala de você, do eu.

O outro também pode ter essa mesma autonomia psíquica e assim desenvolver seus agir, pensar e sentir para si com responsabilidade de si e do outro, atuando com maturidade no meio que permeia, seu espaço.

O Tantra sempre trabalha a criança, para que o adulto saiba ocupar e viver seus espaço de forma sistêmica, simbiótica e saudável a partir de si e fora de si.


Sasha - TANTRA TERRA
Terapeuta Tântrica Corporal, formada em todas as modalidades do Método Deva Nishok, iniciada no ISTA - SSSEX Level I (Spiritual Sexual Shamanic Experience), Terapêuta Quântica formada em Processos de Access Consciousness (Barras Access & Facelift) e Meditações com aplicações de Tons Pineais. Mestre Reikiana, Mentora [...]

Veja o perfil completo

Outras reflexões para você

Um dos papéis mais importantes de um Renascedor é ensinar as pessoas a completarem um ciclo de energia. Isso significa ensinar as pessoas a...
"Paixão, laços eternos, atração irresistível, sensação de mergulhar dentro do outro. Faíscas de desejo, amor sem fim, troca de energia,...
Dentro do método Deva Nishok de Terapia Tântrica existem 4 níveis de desenvolvimento sensorial, cada um conectado com uma técnica...
Quase sempre que eu atendo mulheres, elas nunca sentiram prazer sexual. Mas esse não é o motivo que as fizeram procurar terapia, elas...
Quando se trata de energia sexual, é fácil ficar confuso e mal orientado, se não tivermos o conhecimento correto. Há muitas pessoas se...
Que a nossa mente é maravilhosa é inegável, quantas coisas podemos aprender, criar, sentir, compartilhar, idealizar e realizar por meio...
Dando sequencia do artigo anterior aonde esgotamos tudo que poderia ser falado sobre larvas astrais bem como suas diversas fontes...
Em uma sociedade que foi proibida a falar sobre o prazer e a sexualidade, a missão do Educador Tântrico se faz necessária para orientar e...
A história do Sagrado Feminino vem de muito longe. Do tempo que a cultura matriarcal esteve no seu auge com seus símbolos, Deusas e a...
O vaginismo é uma disfunção sexual que gera dor na hora da relação sexual. Trata-se de um problema que afeta em torno de 5% da população...
É o modelo de relacionamento que humilha, oprime, agride verbalmente e fisicamente, chantagens em geral, vergonha e isolamento social e...
Abuso de qualquer natureza é uma conduta despropositada, que deve ser a todo custo rechaçada e que acarreta traumas profundos. Dentre todas...
Sexualidade é sinônimo de prazer, relaxamento e conexão humana. Entretanto, muitas pessoas não conseguem aproveitar suas relações sexuais...
A medida em que o mundo se desenvolve e que a nossa sociedade se moderniza, o único problema que ainda não podemos evitar é o estilo de...
Quando nos apaixonamos, alcançamos o êxtase, conhecer alguém através de si é mesmo incrível; somos arrastados por uma onda de paixão, que...
No artigo anterior, falamos sobre campos intrusos chamados obsessivos. Com muita frequência, tenho acompanhado a destruição que isso pode...
Nos artigos anteriores que mencionamos sobre larva astral e miasmas, mencionamos lá a respeito. Caso ainda não tenha lido, sugiro que...
Nas páginas 19 e 20 do livro Aprendendo a silenciar a mente, o Osho diz: “O que é a meditação? É uma técnica que pode ser praticada? É um...
Falamos que os olhos são as “janelas da alma”, então talvez estejamos conectando almas. Precisamos aprender a ser vulneráveis e olhar nos...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...