4 atitudes que você, homem, precisa se libertar!

Consumo de Pornografia

4 atitudes que você, homem, precisa se libertar!

publicado por Lorena

Você pode ser um consumidor nato de pornografia, e talvez, já tenha entrado no ciclo vicioso na tentativa de satisfazer os seus desejos, alimentando a falsa sensação de prazer, contribuindo com uma indústria que não respeita e valoriza os corpos. Por que o consumo da Pornografia acaba se tornando uma compulsão? Durante o estímulo, o cérebro responde à estimulação sexual, liberando dopamina, um neurotransmissor associado principalmente à antecipação de recompensas, que atua também na programação de memórias e informações no cérebro. Por exemplo, quando você quer algo, alimento ou sexo, o cérebro recorda o que deve fazer para obter o mesmo prazer em ocasiões anteriores.

Quanto mais pornografia você consome, mais você entra num ritmo frenético de querer mais "prazer". É um caminho que te deixa desvitalizado. Além de incentivar o consumo doente da pornografia.

O professor e cientista Gary Wilson, relatou que o cérebro que passa horas em contato com conteúdos pornográficos, semanalmente e durante muitos anos, acaba atingindo níveis extremamente altos de estimulação, se tornando mais imune aos prazeres do dia a dia e cada vez mais receptivo à pornografia.


Preocupação com a performance sexual


Muitos homens acabam tendo como base o sexo que é visto na Pornografia, aonde geralmente a mulher é submissa ao homem e o sexo é focado exclusivamente no órgão genital. Além da nossa sociedade que trás essa questão muito forte de que o homem deve proporcionar todo o prazer para a mulher, é uma obrigação cultural e social que acaba gerando muita tensão.

Que tal sair do controle e parar de achar que você deve ser performático sempre na cama (ou ter a ilusão de que você comanda durante o ato). O sexo não é um jogo, mas pode ser uma dança aonde os dois podem conduzir. Sim, você também pode estar receptivo ao momento para receber carícias e carinho, experimentar toques no seu corpo. O Tantra é uma filosofia desrepressora e que busca a conexão através do sensorial.


Sobre brochar…


Isso pode acontecer, seja por medo, baixa auto estima, insegurança, traumas ou bloqueios.

Esse é um tema que causa medo em 100% dos homens que eu atendo. Muitos clientes que chegam ao consultório, relatam já ter broxado e ter se sentido mal com a situação, e isso acaba reverberando nas suas relações futuras, o medo e a insegurança de acontecer novamente, a dificuldade de controlar os pensamentos intrusivos que insistem em tomar conta da situação no momento, gerando ansiedade e falta de presença no momento presente, o que contribui em peso para a falta de ereção.

Eu recomendo fortemente que você não foque exclusivamente no que aconteceu, mas sim em como solucionar para que você possa se sentir bem e confiante. Perceba quais são os pensamentos que vem antes e durante o sexo, leve a atenção para o seu corpo e para a respiração, busque manter uma respiração profunda e lenta. Lembrando que essas dicas não descartam uma consulta ao médico para verificar a causa da falta de ereção. O trabalho terapêutico aliado à medicina convencional tem grande sucesso para esse caso.

O órgão genital é o centro das atenções.


O seu corpo tem um grande potencial a ser descoberto, esse potencial é reduzido apenas ao órgão genital, o que proporciona na maioria das vezes uma experiência rápida e com a sensação de alívio. A ejaculação vira um espirro, literalmente.

O corpo possui zonas erógenas que é possível estimular através do toque. Através desse estímulo, o corpo recebe novas sensações orgásticas, porém, associamos o orgasmo a uma atividade exclusivamente do órgão genital, o que é um mito. Todo o corpo tem esse potencial orgástico, o que é necessário para alcançar essas variações de orgasmo é estimulação, entrega, presença no próprio corpo.

Você já explorou o seu corpo ao ponto de se permitir vivenciar uma sensação orgástica que não fosse apenas no genital?

Se a resposta foi nunca, é preocupante! Você cresceu na ditadura do falocentrismo. Agora você tem a oportunidade de desaprender o que aprendeu para reaprender diferente!

E saiba que pode contar com o meu trabalho para te auxiliar nessa jornada prazerosa.



Lorena
Tantra não é prostituição. O meu trabalho é exclusivamente terapêutico.Olá! Eu me chamo Lorena e sou Psicóloga, atualmente trabalho como Psicoterapeuta Corporal e Sexóloga Clínica. Me aventurei no mundo do auto desenvolvimento e através das mudanças que eu notei na minha vida e na forma [...]

Veja o perfil completo

Quer receber as newsletters?