A jornada íntima

A jornada íntima

publicado por

Inspiração. Uma habilidade natural de todos nós, seres criativos, de enxergar além, sobretudo a partir de um olhar mais profundo, mais “para dentro”. A criatividade está relacionada à capacidade de fazer associações, desconstruir modelos e erguer novos, nesta ordem, em qualquer campo da atuação humana. O orgulho é um obstáculo, um véu que impede a visão nítida e dificulta a interpretação adequada, livre de pré-julgamentos, que por sua vez, aprisiona o indivíduo em ilusões. A sabedoria, por outro lado, apascenta e liberta.

Uma realidade parcial, incompleta. Assim, o ser humano interpreta a vida, sob a análise dos fatos e das coisas ou pessoas a partir da sua capacidade mental, do seu estado emocional e do acúmulo das experiências vividas. Essa maneira tão peculiar de ver a vida é apenas parte da realidade. É necessário que se admita isso para evitar conflitos e ilusões da ordem “eu estou com a verdade, você não está”, como se isso fosse possível.

Essa é uma dinâmica natural na vida humana. Porém, quando associada à manifestação do orgulho, estabelece-se um agravante nas relações como um todo. Isso porque para a interpretação à sombra do orgulho, basta que haja imaginação e suposição, abstendo-se do sentimento. O orgulho impõe o uso de máscaras que inibem a naturalidade, a originalidade, a sinceridade ou a própria criatividade, porque construir uma faceta se torna mais importante do que viver, valorizar ou burilar os sentimentos do universo interior.

Buscar o discernimento entre sensação e percepção é uma das bases fundamentais para reduzir consideravelmente os níveis de orgulho com o qual a pessoa transita por sua jornada evolutiva. Enquanto a primeira está relacionada ao efeito provocado por estímulos que chegam aos órgãos dos sentidos, a segunda se refere à interpretação e à compreensão desses efeitos, associados aos sentimentos gerados.

A percepção pode trazer elucidações sobre o que se passa no mundo interior de cada ser humano. Em tom poético, “ouvir a voz do coração” é atitude salutar no caminho do encontro consigo mesmo. Buscar a própria essência é buscar a divindade da Criação refletida no íntimo.
A mente se torna mais lúcida e livre conforme se intensificam os exercícios diários de autopercepção. A referida liberdade é a que derrete as algemas dos pensamentos e convicções egoístas, derruba os muros e paredes do orgulho, e descortina a janela das ilusões.

Alguns teóricos costumam afirmar que “nunca é tarde para ser quem você quer ser”. Importante ressaltar que a jornada evolutiva se dá de dentro para fora. Ser quem você quer ser se torna um objetivo profundamente concreto quando se deseja ser a si mesmo, isto é, ir além da superfície do que se acredita ser e “enxergar mais para dentro de si”, libertando a essência escondida, tal qual o olhar e a percepção de Michelangelo para o bloco de mármore, de onde “retirou o excesso de pedra que aprisionava Davi”.

Há, portanto, um caminho que pode ser longo para chegar ao núcleo de si mesmo, um ser divino, com luz própria. O tempo, no entanto, é diretamente proporcional à velocidade com a qual há inspiração suficiente para perceber as possibilidades de associações cognitivas para a análise íntima que a vida oferece a cada amanhecer.

[ arte: "Inner Light" by Bruce Rolff ]

Cervinka
Trabalho para o bem-estar, relaxamento e autoconhecimento, por meio de diversas técnicas e terapias manuais e meditações. Ao longo de uma trajetória de quase 20 anos de atuação, busco a excelência no atendimento.Em minha abordagem terapêutica, busco oferecer mais do que a massagem em si [...]

Veja o perfil completo

Outros reflexões para você

Existe uma contradição social muito grande quando tenta reprimir o sexo e todo seu poder, bem como quando tenta negar ou demonizar o...
O Tantra sempre aborda a presença em primeiro lugar. Todo trabalho é voltado a percepção do corpo, da respiração, da atenção aos seus...
No tantra o órgão genital masculino é chamado de lingam, que Em sânscrito significa coluna de sustentação. Órgão capaz de ficar ereto...
Revelar seus desejos sexuais, se torna uma tarefa de alto risco, dependendo de algumas relações. Segundo Nancy Friday, muitas mulheres têm...
“Nossa! Não tem nem vergonha na cara!”, a essa expressão tão corriqueira entre nós, eu digo: “Quem me dera... É um objetivo pra mim! Quero...
Sempre que ouvimos o termo Tantra, ou mesmo pesquisamos sobre no vasto mundo da internet, a referencia que nos é dada para tal busca sempre...
Todo mundo em algum momento da vida já passou por situações difíceis, onde muitas vezes serve para nos fortalecer e nos ensinar algo....
Dentro do método Deva Nishok de Terapia Tântrica existem 4 níveis de desenvolvimento sensorial, cada um conectado com uma técnica...
Falamos que os olhos são as “janelas da alma”, então talvez estejamos conectando almas. Precisamos aprender a ser vulneráveis e olhar nos...
Eu desejo que você tenha consciência que é a pessoa mais importante da sua vida e que saiba que é amor por essência. Que cabe a cada um de...
O sexo pode ser tão mais leve e divertido quando você entende que não precisa fazer caras e bocas.Quando você não precisa ser "a boa de...
Depois de um certo tempo juntos, é comum que casais experimentem o esfriamento da sua vida sexual a dois. Rotina, estresse, horários que...
A intimidade tântrica tem o potencial de nos conectar completamente. Abaixamos nossa guarda e permitimos que todos o nosso eu flua para...
A massagem erótica tem sido cada vez mais procurada - conforme números do próprio Google nos revelam. E essa demanda abre espaço para uma...
Decidir experimentar a Terapia Tântrica já é um grande desafio. Afinal, devido a uma gigantesca carga de valores culturais,...
Quando nos apaixonamos, alcançamos o êxtase, conhecer alguém através de si é mesmo incrível; somos arrastados por uma onda de paixão, que...
“A saúde sexual é um estado de bem-estar físico, mental e social em relação à sexualidade. Exige uma abordagem positiva e de respeito pela...
[ arte por Leonid Afremov "Moments of Pleasure" ] A herança da criação patriarcal repressora e religiosa faz muitas mulheres não se...
Olhe pra dentro. O que tem em você que é admirável? Você consegue enxergar? Pra que se julgar tanto? Se cobrar tanto? Ser tão duro(a)...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...