Liberte sua criança interior, para ter um relacionamento feliz e demonstrar o quanto você ama e respeita o seu amor.

Liberte sua criança interior, para ter um relacionamento feliz e demonstrar o quanto você ama e respeita o seu amor.

publicado por Sada (Dani) & Dipam (Eli)

tags: Respiração

Muitas pessoas vivem diariamente relacionamentos não prazerosos (abuso psicológico, físico, moral, dentre outros) e por inúmeras questões prolonga a vida de um relacionamento doentio que só provoca dor e desordem na vida de ambos. Ademais, quando consegue romper esse relacionamento tenta esquecer de tudo o mais rápido possível. Normalmente quando essas pessoas voltam a relacionar-se parece um Déjà vu. Pessoas diferentes repetindo os mesmos erros, novamente.

O grande erro nosso é tentar esquecer algo que faz parte da gente. É tentar esconder “sob o tapete a sujeita e acreditar que a casa está limpa”. É Acreditar que mudando de casa não teremos mais a poeira e por conta disso a casa ficará limpa.

Doce engano, é preciso descobrir o porquê isso acontece. É vital para que possamos ter um crescimento enquanto pessoa e assim tem um relacionamento feliz. É uma linha tênue entre o sucesso e o fracasso.

O primeiro passo nessa jornada é você conhecer a pessoa que pode transformar tudo em algo bom, Você mesmo. É importante que observe nesse primeiro momento o que te causa raiva, medo, angústia, tristeza, felicidade.

A minha experiência de vida mostra o quanto entrei e sair de relacionamentos abusivos. Da mesma forma, o quanto fui abusadora e destruidora nos relacionamentos que tive.

Romper esse ciclo é muito dolorido e trabalhoso, contudo te garanto que no fim da jornada tudo vale a pena.

Assim, tentando descobrir como sair dessa turbulência que minha vida estava (sempre me via no olho do furacão) eu desenvolvi uma fórmula de relacionamento que funcionou.

Tomar consciência desses sentimentos é o primeiro passo para não agir de forma automática, deixando os impulsos primitivos tomar conta do ser racional por completo. Os impulsos vêm desde que erámos crianças e o comportamento sem o racional é a Criança Interior da pessoa controlando o Ser, mesmo ela já sendo um adulto.

Aqui destaco que aprendi a diferenciar o que era sentimento verdadeiramente meu dos sentimentos que eram de outras pessoas e por proximidade ou familiaridade eu internalizava.

A falta de conhecimento verdadeiro nos leva a julgar o que entendemos. Além disso, agir de formar errônea por ter uma falsa convicção que foi passada de uma pessoa para outra e mesmo o tempo tendo passado acreditamos que aquilo é uma verdade absoluta.

O segundo passo foi olhar com carinho e ver o que a minha Criança Interior queria me falar. Quais as queijas. Quais as vontades reprimidas. Quais comportamentos foram herdados de meus familiares. Enfim, nutrir essa criança interior de amor, carinho e atenção é fundamental para o progresso nessa caminhada rumo ao amor próprio (não confundir com egoísmo).

Isso mesmo, somente com Amor Próprio é que vamos estar prontos para ter um relacionamento frutífero. Somente sendo uma boa companhia para você mesmo é que você poderá ser uma boa companhia para outra pessoa.

Aqui faço sempre um exercício. Responda com honestidade. Pense primeiro que você é outra pessoa. Depois vá a um espelho de preferencialmente grande, que possa olhar o corpo todo. Desse ponto de vista analise e responda rápido.

Você namoraria a pessoa do espelho?

Você casaria com a pessoa do espelho?

Se a resposta for não.

O que a pessoa do espelho precisa fazer para te conquistar?

Essas questões têm de serem trabalhadas não por narcisismo, mas somente conseguimos dar para o outro o que estamos cheios.

Quando olhamos para nossa criança interior o modo de como nos relacionamos passa por uma profunda transformação pessoal. Somente quando estamos vibrando em uma frequência alta e boa conseguiremos encontrar um par na mesma frequência.

O caminho que encontrei para iniciar esse processo foi a terapia do renascimento que é uma técnica de respiração circular e contínua que permite a você trabalhar e liberar traumas da infância, ela pode ser um caminho para você permita-se.

Sada (Dani) & Dipam (Eli)
Terapeutas Tântricos e holísticos, formados pela Comunna Metamorfose, especializados em Psicoterapia Tântrica e Renascimento. Atendem casais em todas as modalidades do Método Deva Nishok (Sensitive Massagem, Êxtase total Massagem, yoni Massagem, Ligam Massagem, G-Sport e P-sport Massagem). Facilitam o processo de autoconhecimento, expansão da consciência [...]

Veja o perfil completo

Quer receber as newsletters?