Masturbação Consciente

Masturbação Consciente

publicado por Prem Dinoo (Alfredo Netto)

tags: arte de Fabio Baroli

Algumas dicas para um momento de intimidade só seu:

  1. Reserve um tempo e local para você, onde não será incomodado;
  2. Prepare o ambiente com coisas que você se identifica e te dão prazer (exemplo: velas aromáticas, incenso, espelho, música que você curta, acessórios eróticos etc);
  3. Antes de começar, peça aos seus guias espirituais (ou o que você acredita) para que esse momento seja abençoado e que você possa acessar o seu prazer, a sua energia sexual como um momento de autonutrição, êxtase e paz interior;
  4. Comece a se despir explorando cada parte do seu corpo bem lentamente;
  5. Traga sua respiração para o abdome, deixe ela lenta, profunda e suave, relaxe o maxilar, feche os olhos e sinta o ar se expandindo a partir do abdome para todo o resto do corpo, siga dessa forma;
  6. Sempre que expirar, expresse todo o som que for possível no momento, trazendo um sentido de relaxamento e êxtase, como se fosse um gemido de prazer mesmo. Pode ser que você comece tímido, mas aos poucos você irá se soltar mais, a música e o leve movimento do seu corpo (que pode estar em pé, sentado ou deitado) vão te ajudar a ir se soltando. Quanto mais som você externar na sua expiração, mais prazer interno você irá sentir. Siga se entregando, deixando a sua potência orgástica se expressar. Ouvir o teu próprio som, o teu gemido, vai te dar cada vez mais prazer;
  7. Com consciência nessa respiração, imagine uma luz vermelha se expandindo a partir do primeiro chakra (região do períneo) e aos poucos ela vai envolvendo todo o seu corpo, se fundindo com a sua aura até envolver todo o espaço em que você está. Essa visualização vai crescendo e seguindo durante toda a masturbação;
  8. Vá acarinhando todo o seu corpo com a ponta dos dedos (mãos em garra), não deixe nenhuma parte sem ser tocada;
  9. No genital (pênis), faça movimentos muito lentos (não acelere, isso você já conhece), utilize um gel ou óleo que você goste, faça movimentos circulares, rotacionais, de baixo para cima, sem muita força ou pressão, siga se observando;
  10. Deixe o seu corpo expressar todos os sons e vibrações que vierem à tona. Não contenha nada;
  11. Siga nessa auto exploração sem pressa, sem ter onde chegar;
  12. Quando sentir, feche os olhos e deixe-se levar pelo auto toque, apenas sentindo e percebendo as sensações no corpo, nada mais. Faça amor com todo o seu corpo;
  13. Aos poucos você vai se perceber num estado orgástico, super nutrido de você mesmo. Fique pelo menos trinta minutos nessa prática;
  14. Não busque o orgasmo, deixe ele acontecer naturalmente se tiver que acontecer;
  15. Quando se sentir saciado, tendo ejaculado ou não, agradeça pela experiência, pelas bênçãos do momento, pelo prazer acessado, agradeça seu corpo.


A proposta é descobrir novos lugares de prazer, perceber o corpo como um todo e não focar apenas em partes separadas e já conhecidas. Novas sensações virão. Aproveite. Delicie-se. Seu corpo é divino e perfeito exatamente como ele é, tudo na sua vida acontece através dele e dos seus sentidos. O sexo não é sujo, nem feio e nem é pecado, ele é sagrado. Fomos gerados a partir de orgasmos e das conexões de nossos corpos. E lembre-se que cada experiência será sempre única, não queira repetir uma experiência anterior, a cada momento somos uma nova versão nossa, a sabedoria do nosso corpo sabe o que precisamos acessar a cada momento, a cada experiência, portanto, se entregue ao toque e confie.

Prem Dinoo (Alfredo Netto)
Com formação pela Comunna Metamorfose, utiliza o método Deva Nishok como caminho de autoconhecimento e desenvolvimento sensorial. Realiza atendimentos individuais com a massagem tântrica (Sensitive, Êxtase Total, Yoni/Lingam, G/P-Spot), com as meditações ativas e com renascimento. É também palestrante e facilitador de encontros com bate-papo [...]

Veja o perfil completo

Quer receber as newsletters?