Qual é o Sagrado Masculino?

Qual é o Sagrado Masculino?

publicado por Prem Kajati

Se vamos falar de Sagrado Masculino, temos que falar de rituais ancestrais.

O material voltado para homens ainda é escasso. Não porque não exista, mas porque poucos se debruçam sobre isso. Meu intuito com esse texto é contribuir e acredito que o Sagrado Masculino assim como o Sagrado Feminino não se refere a superioridade.

Um dos momentos mais lindos que presenciei quanto ao sagrado masculino foi um ritual de cura do feminino pelo masculino. Os homens, um a um, pediram perdão às mulheres. Alguns podem menosprezar o ato achando que os homens estão sendo submissos, mas o perdão é um ritual de cura poderosíssimo que é citado não só em práticas ancestrais, mas em Terapias.

Quando você se ajoelha perante alguém que você fez mal ou alguém se ajoelha perante a você ou até no pensamento pede perdão a alguém que não está presente, um ritual de cura acontece dentro de você e pode chegar até a outra pessoa.

Pelo Taoismo, homens e mulheres possuem as duas energias: a masculina e feminina. Mas a energia Yin é por vezes menosprezada na sociedade que vivemos sendo considerada inferior. Quando as energias não estão harmonizadas encontramos muitas dificuldades.

Na África e na Índia, onde homens comumente protagonizam cenas de violência contra as mulheres, há trabalhos voltados pra curar homens e mulheres pela escuta e pelo perdão. O ritual de perdão, harmoniza e cura quem pede perdão e quem é perdoado, se este estiver pronto.

Da África, surgem os Griots, homens contadores de histórias, ensinando o canto, o uso de plantas medicinais e as danças ancestrais. Os Griots como guardiões da palavra entendem e carregam a palavra como poder de cura.

Da Ordem dos Dervishes, temos os giros sufis. Os Giros Sufis são danças de rodopios protagonizada por homens. No sentido de elevar a alma e seus pedidos à Deus. Por meio da entrega na dança, conectam-se e ouvem o divino.

Outro ritual é o ritual Haka. Um ritual presente nos jogos de Rugby dos times da Nova Zelandia. Geralmente protagonizado por homens é um ritual de dança de guerra. Quando assistimos esse ritual nos espantamos pelos rostos expressivos. Mas o ritual além de força transmite boas vindas e respeito.

A semelhança que podemos estabelecer com esses breves exemplos de Sagrado Masculino com os rituais de Sagrado Feminino é a conexão e a reverencia consigo e com o outro. A correria do dia-a-dia nos arrasta pra uma espécie de limbo e desconecta ao aspecto mais sutil da nossa essência. É muito fácil se desconectar pela correria do dia-a-dia e entrar em crise atrás de crise. O encontro consigo seja pela dança ou meditação quando conscientes disso sempre revela os aspectos mais sagrados.

Seja um ritual de perdão, seja a palavra como cura, seja uma dança ao divino ou uma preparação a algo maior são nesses detalhes que mora o aspecto mais sagrado em ti.

“Todos os amores são uma ponte para o amor Divino. No entanto, aqueles que não o experimentaram não o sabem!”. Rumi

Na imagem: Homens meditando durante a Formação em Terapeutica Tantrica em junho de 2019 no Instituto Metamorfose

Prem Kajati
O toque só pode ser curativo quando seu corpo é respeitado durante o processo.Terapeuta Tântrica, Corporal Vibracional e Renascedora. Ministra aulas de Hatha Yoga e há 5 anos dedica-se ao estudo teórico e prático das práticas corporais (teatro e yoga). Atua em todas as formas [...]

Veja o perfil completo

Quer receber as newsletters?