Deixe ir. Deixe vir.

Deixe ir. Deixe vir.

publicado por

Os ventos que sopram e te trazem algo, são os mesmos que vem e levam. Sobre o apego a dificuldade de aceitação, mudanças e perdas.

Somos seres em constante mutação e isso nem sempre é muito bem aceito por nós humanos, parte de um processo natural que faz com que tudo se modifique, transforme e transite. Hoje decidi compartilhar algo muito particular, mas que também diz sobre meus próprios acessos de transição e mudança e que o Tantra me ajuda muito a perceber a forma e o estão em que estou.

Há alguns dias, muito recente, o ano virou, a comemoração foi diferente dos demais anos, estamos em uma pandemia ainda, e quiçá, queira eu, não por muito tempo. Um ano que entrou diferente e arrebatou logo de inicio com a morte do meu irmão mais novo, de forma muito cruel, que não sabe aqui detalhes.

Estava na minha cidade quando tudo aconteceu e por sorte tive papel ativo em tudo e por mais sorte ainda, pude perceber que tudo que trabalho ao longe de muitos anos de alguma forma funcionou, pelo menos dessa vez, nessa experiência arrebatadora.

A morte é um processo que estamos fadados a enfrentar, cabe isso ao papel da vida. “Basta estar vivo pra morrer”, já diria um antigo ditado. Tive calma, tive consciência, tive insônia, tive ansiedade, tive o contato o corpo já sem vida, com o fugaz que pode ser cada momento, tudo ao mesmo tempo. Precisei respirar fundo em muitos momentos e simplesmente aceitar e deixar ir o que precisava ir, e deixa vir o que tinha que vir para o meu trânsito nesse processo todo. Me perceber e perceber o outro sem julgar, apenas sentir. Incluo aqui a “escolha” do meu irmão com tudo que houve e a forma com que “decidiu” partir.

Ainda o sinto por perto o tempo todo, em sonhos, em alguns momentos do dia onde estou em total presença, e estou aprendendo a ver a morte física como um processo de renascimento. O corpo fica, a consciência vai pra um outro lugar, mas ainda com acesso por nós. Basta silenciar e deixar com que a coisa caminhe por si. Temos o nosso papel, mas avida também tem o dela e precisamos deixar com que ela também faça seu trabalho. Tempo ao tempo.

A verdadeira morte acontece todos os dias, ensaiamos ao dormir nossa própria morte, ou melhor, renascimento. Todos os dias permitimos que nossa consciência deixe o corpo e vá para lugares onde não é tão fácil acesso enquanto matéria envoltos nas praticas do dia a dia e que nos tomam por vezes o abismo do piloto automático. A verdadeira morte, acontece enquanto estamos vivos, presentes, enquanto mudança, dinamismo, querendo aprender algo sobre nós mesmos ou sobre alguma coisa.

Uma mudança de consciência, de opinião, de corpo, de habito, de referência, de percepção, é uma morte. Um estado repentino de espirito, de humor, de prazer é uma morte. La petite mort em francês, também conhecida como “A pequena morte”, refere-se ao período refratário que ocorre depois do orgasmo. Tudo está pautado sob os aspectos da entrega, da fluidez. Entrega é a chave, e pra se ter entrega, precisamos de presença, fluxo e aceitação.

A prática diária dos ensinamentos tântricos te ajuda não só a potencializar a sua energia vital como também a saber conduzi-la, e nessas horas de morte/renascimento é de suma importância sua identificação com sias arestas internas e processos de sabotagem que não lhe permitem total fluidez no que a vida lhe aparece como recurso de transição.

O Tantra me ajuda todo dia de forma vital em todo e qualquer processo de aprendizagem e passagem da vida, da morte e de meu futuro renascimento por mais que ainda haja uma dualidade entre minhas emoções e meu intelecto. Não deixo de sentir medo e não deixo de sentir falta ao que me cabe saudade, mas sei deixar ir mesmo que meu coração insista em manter em presença o que se foi.


Sasha - TANTRA TERRA
Terapeuta Tântrica Corporal, formada em todas as modalidades do Método Deva Nishok, iniciada no ISTA - SSSEX Level I (Spiritual Sexual Shamanic Experience), Terapêuta Quântica formada em Processos de Access Consciousness (Barras Access & Facelift) e Meditações com aplicações de Tons Pineais. Mestre Reikiana, Mentora [...]

Veja o perfil completo

Outras reflexões para você

Muitas mulheres não sabem o que é vaginismo, só associam a algo relacionado com a vagina por conta da palavra se assemelhar. O vaginismo...
A diferença entre a liberdade de alguém e a autoindulgência, é que eles estão dispostos e corajosos o suficiente para integrar e enfrentar...
Apresento aqui, algumas entre muitas outras abordagens, o que descrevo são algumas possibilidades de cursos da forma como eu ministro e um...
Todos nós passaremos por momentos em que nossos corpos não funcionarão sexualmente da maneira que gostaríamos.Seja por falta de desejo...
Esta é uma entrevista que foi concedida por email para a Revista Men's Health, em 14/05/2015. Pela importância das informações descritas...
Embora nos deparamos muitas vezes com os termos ética e moral sendo empregados como sinônimos, torna-se importante distingui-los. Moral é o...
Pode ser. Solução mesmo é conversar e expressar-se, ou seja, comunicar o que sente, o que o aflige, quais suas dores e dúvidas, seus...
A Massagem Tântrica é uma ferramenta terapêutica usada para que o ser humano possa restabelecer a potência orgástica, depois abrir o...
É verdade e é possível alcançar! Porém, não é algo automático, um passe de mágica, um botão que se aperta. Não é uma técnica que te fará...
A vida faz mais sentido quando temos alguma motivação, pode ser algo grande ou pequeno, pois o que nos move só a gente mesmo pode mensurar...
Estamos vivendo entre jovens viciados em pornografia, mães solteiras aos 14 anos, casais que não conseguem manter uma relação por muito...
Para o bem ou para o mal, quando somos crianças nós copiamos os comportamentos dos adultos. É assim que nós aprendemos a viver. A criança...
Muita gente estranha esse nome. Me perguntam se sou estrangeira. Acham esquisito e difícil de pronunciar. Deva Harischandra é o meu...
A cultura pode ser bastante destrutiva para pessoas que se encontrem fora dos padrões impostos, aceitos e incentivados. É muito comum que...
“Meus ciclos e minha menstruação, são um problema pra mim” “Meu marido quer sexo, mas não sinto vontade ou me sinto obrigada a fazer”...
A masturbação faz parte do desenvolvimento sexual dos homens e mulheres. Embora hoje em dia as mulheres se masturbem mais a prática é vista...
Muitas mulheres nunca ouviram falar, mas nós temos duas glândulas de bartholin, elas se localizam na entrada da vagina, uma de cada lado,...
Há quem ame romanticamente e há quem ame realisticamente. O amor romântico, aquele que acreditamos que é uma performance acerca de...
Também denominada ejaculação prematura, é a mais comum das disfunções sexuais masculinas. A ejaculação precoce (ejaculatio praecox) é...
"Sim. Eu não quero me mostrar a mim mesmo ou aos outros." Mas você tem que decidir isso. Essa é uma das coisas mais básicas a ser entendida...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...