Falo, o centro do Universo

Falo, o centro do Universo

publicado por Prem Ragini

Atendo homens como terapeuta tântrica desde 2014. E desde que comecei, muito do que eu pensava sobre eles se transformou e hoje posso a vê-los de modo amoroso e compassivo.

Minha primeira relação com o masculino foi de admiração por meu pai e por outros homens rudes e destemidos que tocavam boiadas, derrubavam novilhos e amansavam cavalos; Depois de inveja: queria a liberdade que usufruiam os garotos e muitas vezes tentei passar embaixo do arco iris para virar menino.

Adolescente, veio a raiva, causada pela inveja dos privilégios que tinham meus irmãos: dormiam até tarde, comiam a melhor comida, não faziam nada em casa, viam tevê a qualquer hora, saiam sem dizer onde iam e chegavam tarde sem dar satisfação. Que raiva!

Adulta, fui tomada pela fascinação, tesão e medo. Sim, medo porque não confiava nos homens, "Homem é bicho" - dizia mamãe. Com a maturidade, os sentimentos negativos foram amainando e outros foram surgindo devagar.

Terapeuta, fui percebendo as fragilidades e as dificuldades de ser homem.
Ao mesmo tempo que ao sexo masculino tudo é permitido, muito lhe é negado: não pode ser meigo, não pode desistir, não pode chorar, não pode vacilar e enfim nunca pode mostrar suas emoções e características femininas. Aliás sua parte feminina deve ser totalmente reprimida para ser considerado "homem de verdade".

Muitos chegam com o lingam (pênis) hipotônico descolorido, desvitalizado, gelado, sem pulsação e desconectado como se este não fizesse parte do resto do corpo. Costumo lhes falar de como esse órgão é delicado e como, no Tantra, é respeitosamente honrado pelo seu significado enquanto canal de energia criativa e prazer, definido como "coluna de sustentação", "bastão de luz".

Mas o que percebo, na escuta do corpo e na conversa em que relatam questões da infância como surras, humilhações, bullying, zoação de irmãos, assédio e molestamento, e várias dificuldades de relacionamento e do "ser homem" é que são muitas as fragilidades, as incertezas e as inseguranças. Ali deitados no colchonete, nus como vieram ao mundo, muitos se revelam meninos que precisam botar para fora o grito preso, a raiva, as mágoas e os medos.

Quantas sessões a finalização foi em meu colo?! Bem diferente essa "finalização" né?

Para finalizar quero dizer, homem, você não é o seu pênis, existe sexo sem penetração e prazer, até mesmo orgasmo, sem ereção. Você não é uma máquina sexual, você quer dar e receber carinho, amor e atenção. Siga seu coração, mostre-se vulnerável e não se preocupe em provar sua masculinidade para ninguém.

Buscar a Terapia Tântrica pode ser o primeiro passo para ressignificar e ampliar as formas de dar e receber prazer. Você pode livrar-se de tanto sofrimento e angústia, que só irão crescer se você continuar a fugir de si mesmo.

Prem Ragini
Terapeuta Tântrica, Renascedora e Instrutora de Cursos Individuais e de grupos "Curso Livre de Massagem Tântrica", com Especialização em Disfunção Sexual e formação também em Renascimento, Terapias Integradas de Respiração (TIR) e em Psicologia Budista na Sanga do CEBB no Recôncavo Baiano. Graduanda em Somatic [...]

Veja o perfil completo

Outros artigos interessantes para você

Na alegria de ver um amigo há muito tempo ausente, penetre nessa alegria. Entre nessa alegria e torne-se um com ela - qualquer alegria,...
O contato com o Tantra possibilita uma espécie de sabedoria que não é o saber racional e lógico usual, da forma como o conhecemos. Santo...
Vida. Não há nada diferente disso. Níveis, escalas, estágios, formas. Tudo isso pode variar, mas a morte absoluta não há. Um objeto, um...
Arte de Jana Brike Uma das perguntas mais freqüentes que eu recebo é: “Como faço para ter orgasmos?” e um dia destes, no final de um...
Estamos vivendo entre jovens viciados em pornografia, mães solteiras aos 14 anos, casais que não conseguem manter uma relação por muito...
Motivo seria pelo fato do orgasmo aumentar os níveis de dopamina e ocitocina no corpoEm meio a pandemia do novo corona vírus (COVID-19),...
O Tantra no ocidente é cercado de mistério e admiração. Para alguns praticar o Tantra é quase o mesmo que praticar o Kama Sutra, para...
"Sim. Eu não quero me mostrar a mim mesmo ou aos outros." Mas você tem que decidir isso. Essa é uma das coisas mais básicas a ser entendida...
Muitas vertentes filosóficas se apropriaram das fundamentações do Tantra Original, associando-as com práticas e conceitos peculiares às...
Vivemos em uma sociedade que perdeu o corpo. Curioso ver que estamos ao mesmo tempo obcecados pela estética e pela saúde - aparência e...
Todos nós temos a capacidade de lutar por nossos ideais, de buscar o que desejamos e necessitamos, assegurando nossa sobrevivência e também...
Salve, Thiago de novo trazendo reflexões sobre o universo das Práticas de Intimidade Consciente para homens. As antigas escrituras...
Ocupar um corpo físico com predominância da energia feminina faz de nós muitas vezes alvo das mais violentas críticas e dos mais severos...
Veja todos

Encontre atividades próximas à você:



Quer receber nossas newsletters por email?