Glândula de Skene: entenda o que é, para que serve e cuidados

Glândula de Skene: entenda o que é, para que serve e cuidados

publicado por

Você conhece a Glândula Skene? Trata-se de uma glândula do organismo feminino, que se localiza abaixo da uretra, próximo da abertura da vagina.

Normalmente, é rodeada por tecidos que fazem parte do clitóris. Então, sempre que uma mulher fica sexualmente excitada, esses tecidos são preenchidos com sangue.

Uma curiosidade interessante é que tal glândula se equivale à próstata masculina. Por isso, é muitas vezes chamada de “próstata da mulher”.

Quer aprender mais sobre o assunto? Então, continue acompanhando o conteúdo a seguir!

O que é a Glândula de Skene?

Conforme citamos logo acima, essa glândula está localizada abaixo da uretra da mulher, perto da entrada da vagina. São responsáveis por liberar um líquido transparente ou esbranquiçado, que representa a ejaculação feminina durante a relação sexual.

Seu desenvolvimento varia de mulher para mulher, sendo que em algumas, pode ser mais difícil estimular essa glândula para a liberação do líquido.

Há casos nos quais a glândula fica obstruída devido ao acúmulo de líquido em seu interior, gerando inflamações ou provocando o surgimento de cistos. Quando isso acontece, o tratamento deve ser feito com remédios anti-inflamatórios ou cirurgia.

Afinal, para que serve a Glândula de Skene?

Além de secretar um líquido viscoso durante o clímax feminina na relação sexual — entendido popularmente como a ejaculação feminina — existem outras funções que a glândula desempenha.

Esse líquido secretado tem propriedades antimicrobianas, que servem para proteger o trato urinário contra infecções.

Também há a eliminação de uma proteína, um antígeno específico da próstata, normalmente encontrada nos homens. Essa glândula ainda consegue decompor determinadas proteínas pesadas em polipeptídios.

Vale destacar que o líquido secretado não pode ser confundido com a lubrificação vaginal. Ela antecede o orgasmo e é produzida por outra glândula, a de Bartholin.

O papel da Glândula Skene na ejaculação feminina

glândula skene ejaculação feminina


Já citamos brevemente que tais glândulas são responsáveis por eliminar um líquido durante o orgasmo feminino. Contudo, isso não acontece para todas as mulheres.

Aquelas que vivenciam essa experiência, notam uma pequena quantidade de líquido, comparável à ejaculação. Esse fluido expelido pelas glândulas de Skene é completamente diferente de outras secreções vaginais.

Normalmente, é secretado quando a excitação sexual é muito intensa e, quando o orgasmo é atingido, o organismo expele esse líquido como reflexo.

Ao mesmo tempo, a uretra expulsa outro líquido vindo da bexiga — não se sabe se tal líquido vem das glândulas parauretrais ou da própria bexiga. Nesse contexto, a ejaculação pode expelir até 300ml de líquido.

Entretanto, é importante lembrar que o orgasmo feminino não está diretamente ligado à ejaculação feminina. O líquido secretado pela Skene é pouco perceptível, se compararmos com os fluidos eliminados pela bexiga.

O que pode causar uma obstrução desta glândula?

Também citamos inicialmente que o acúmulo de líquido nas glândulas pode causar sua obstrução. Isso acontece quando não há a liberação normal desses fluidos, gerando o bloqueio dos canais da glândula.

Assim, ocorre o inchaço da glândula e a formação de cistos, nomeado de “cisto da glândula de Skene”. Em geral, sua manifestação é assintomática, o que pode resultar em um abscesso (grande acúmulo de pus em uma cavidade, gerando algum tipo de inflamação).

Apesar dos cistos serem bem pequenos, também podem se manifestar como caroços maiores na parte interna da vagina. Tal ocorrência está associada à infecção, que podem provocar febres e complicações urinárias, além de outros desconfortos.

Sintomas de inflamação da glândula

Entre os principais sintomas da inflamação dessa glândula, podemos destacar:

Como boa parte dos cistos não medem mais que 1cm, a maioria das mulheres não sentem qualquer sintoma. Porém, caso cresçam muito, podem causar maiores desconfortos, como dificuldades para urinar, que pode ser confundido com uma infecção urinária.

No caso de surgir um abscesso, isso significa que pode haver a presença de um parasita na região, chamada de Trichomonas vaginalis, responsável pela tricomoníase.

Assim, a mulher pode vivenciar dores mais intensas, febre, dores durante a relação sexual e ao sentar ou caminhar. Então, sempre que a mulher experimentar qualquer incômodo persistente na região, deve se consultar com um especialista o quanto antes.

Como tratar uma inflamação na Glândula de Skene?

inflamaçao na glandula skene


Em casos da presença de cistos pequenos e assintomáticos, não há a necessidade de qualquer tratamento. A decisão de tratar o problema depende de 3 fatores:

  1. tamanho do cisto;

  2. grau de desconforto;

  3. presença de infecção.

O primeiro passo é consultar um ginecologista para o diagnóstico correto. Inicialmente, o tratamento pode ser feito com a administração de anti-inflamatórios e analgésicos para aliviar as dores e o inchaço.

No caso do cisto estar infeccionado devido a presença de bactérias, pode ser necessário administrar antibióticos, como a amoxicilina.

Também há a drenagem cirúrgica, que consiste em uma pequena incisão para permitir que o líquido e o pus acumulado sejam drenados.

Ainda há o procedimento cirúrgico de marsupialização. Esse procedimento envolve realizar uma fenda no interior do abscesso do cisto, a fim de possibilitar a drenagem do líquido.

Na prática, ocorre a costura das bordas, deixando uma pequena abertura para a inserção do cateter.

Nos casos mais críticos, em que não se consegue eliminar o desconforto com medicações ou procedimentos simples, só resta a remoção das glândulas.

Em geral, tal condição atinge mulheres adultas — mulheres jovens, de meia idade ou idosas. Contudo, existem casos raros em crianças.

Conheça a Rede Metamorfose e tire outras dúvidas sobre o assunto em nosso blog!

Conclusão

Essas foram as nossas informações sobre a Glândula de Skene. Como você pode notar, essa glândula possui um papel importante no orgasmo feminino, apesar de não interferir na ocorrência ou não do clímax.

Quando o líquido presente nelas não é expelido periodicamente, pode ocorrer a obstrução dos canais, levando a formação de cistos. Normalmente, são “tumores” bem pequenos e assintomáticos.

Porém, quando há a presença de bactérias e outros microrganismos, o quadro pode se agravar, causando inflamações, abscessos e outros sintomas desagradáveis. De todo modo, é indispensável que a mulher se consulte com um médico especialista ao menor sinal de desconforto na região.


Agni Maharani (Tina)
Terapeuta Corporal, utiliza as massagens e meditações tântricas do Método Deva Nishok para proporcionar estados alterados de percepção e consciência. Atua no processo de auto-conhecimento, cura de bloqueios e traumas emocionais, disfunções sexuais, além de expandir e intensificar a sensação orgástica. Atende homens e mulheres [...]

Veja o perfil completo

Outras reflexões para você

Há diversos fatores que levam uma mulher a permanecer num namoro ou casamento, mesmo sendo ruim/abusivo, eis alguns:- Baixa autoestima.-...
É uma fantasia da ala masculina da nação, o desejo aguça a imaginação e pode servir de gatilho para os momentos da masturbação ou na...
É uma prática aonde temos atenção plena, concentração, momento presente de maneira muito consciente. O objetivo é observar cada movimento,...
O estresse influencia negativamente nos nossos desejos mais íntimos. Descubra como revitalizar sua vida sexual e recuperar sua energia...
As tarefas sexuais são ingredientes essenciais da terapias do sexo. Acredito, entretanto, que elas são de valor limitado se não conduzidas...
Crescemos em um ambiente em que nos mostra desde novos que o que rege o nosso centro de poder é o nosso status social, é algo passado de...
Depois que me separei, minha vida não foi fácil, mas sempre trabalhei com minha filha do lado. Trabalha duro, para dar conta do recado,...
Certa vez, em uma aula de Biodanza de um facilitador que eu admiro muito, ele nos convidou a olharmos com honestidade para nosso interior e...
A Massagem Tântrica é uma ferramenta terapêutica usada para que o ser humano possa restabelecer a potência orgástica, depois abrir o...
Você já se perguntou se tem tempo suficiente sozinho a cada dia? O tempo sozinho, se você se render totalmente à impetuosidade e à...
Nos últimos tempos, tenho tido o grande privilégio de testemunhar pessoas experimentando uma cura espontânea de feridas antigas, podendo...
Também chamada de vaginite inflamatória descamativa, um tipo de corrimento vaginal volumoso e abundante. A secreção aumenta dia a dia...
Em uma sociedade que foi proibida a falar sobre o prazer e a sexualidade, a missão do Educador Tântrico se faz necessária para orientar e...
Poucas palavras foram tão mal interpretadas e deturpadas nas línguas ao redor do mundo quanto a palavra Tantra. Mencioná-la fora de hora ou...
O que aconteceria se nunca pensássemos pequeno? E se você fizesse todas as coisas que tem vontade? E se você fosse livre para viver sua...
Cada ser humano tem uma obra prima a oferecer para a humanidade, para o universo, que é a sua própria vocação. Todos nós somos filhos e...
O ego muitas vezes é visto como um inimigo a ser combatido com todas as forças e formas. Porém ele é um grande aliado no despertar das suas...
O Tantra é chamado de caminho da transformação do desejo, tendo como objetivo principal se tornar mais íntegro e completo, e o Sagrado...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...