Meditações Ativas

Meditações Ativas

publicado por Deva Harischandra Jéssica

tags: Tantra

Nas páginas 19 e 20 do livro Aprendendo a silenciar a mente, o Osho diz:

“O que é a meditação? É uma técnica que pode ser praticada? É um esforço que você deve fazer? É algo que a mente pode atingir? Não é nada disso.

Tudo o que a mente pode fazer não é meditação, pois a meditação está além da mente e não pode ser penetrada por ela. Onde a mente acaba, a meditação começa. Lembre-se disso, pois, em nossas vidas, tudo que fazemos é feito pela mente. Portanto, quando nos voltamos para dentro, começamos novamente a pensar em termos de técnicas, de métodos e realizações, porque nossa experiência de vida nos mostra que tudo pode ser feito pela mente. Tudo, exceto a meditação. A meditação não pode ser feita pela mente porque não é algo que se conquiste. A meditação já está lá. É sua natureza. Não precisa ser conquistada, basta que seja lembrada. Está lá, esperando por você. Basta voltar-se para dentro, e ela está disponível. Sempre esteve dentro de você.

A meditação é sua natureza intrínseca, não tem nada a ver com suas atividades. Você não pode tê-la, assim como não pode não tê-la. Ela não pode ser possuída, não é uma coisa. É você. É o seu ser.

Uma vez que você tenha entendido o que é a meditação, as coisas começam a ficar muito claras. Caso contrário, continuará tropeçando no escuro.

A meditação é um estado de clareza e não um estado da mente. A mente é confusa, nunca está clara. Não pode estar. Os pensamentos criam nuvens aos seu redor, nuvens sutis. Uma névoa é criada por eles e a clareza se perde. Quando os pensamentos desaparecem, quando não há mais nuvens a seu redor, quando você está apenas sendo você mesmo, a clareza advém. Então é possível ver bem longe. É possível enxergar até o fim da existência, e seu olhar se torna penetrante, indo ao centro do ser.

A meditação é essa clareza absoluta da visão.”

Estar em meditação é incrivelmente maravilhoso. Mas diante da forma como fomos criados em nossa cultura e em nosso núcleo familiar, é muito comum que tenhamos dificuldades para entrar em meditação. Pra mim, as meditações ativas tornaram tudo muito mais fácil, mais simples. As técnicas de meditação ativa envolvem som, respiração e movimento e nos ajudam a sair da agitação da mente, nos colocar em estado de presença, vivendo o aqui e agora, nos colocando em um profundo estado de relaxamento, na posição de observadores, trazendo consciência e conexão com o todo, com a nossa própria essência.

O Osho desenvolveu e utilizou diversas técnicas que facilitam a quem tem dificuldades em meditar, entrar nesse estado de consciência. Essas técnicas são chamadas de meditações ativas. São técnicas estruturadas na ciência e com eficácia comprovada, que nos permitem silenciar a mente, entrar nesse estado de quietude, deixar de lado os pensamentos, as obrigações, o ego, as pressões, os problemas, os julgamentos, os padrões, as crenças prejudiciais, e apenas sermos...

Meditar pode nos trazer inúmeros benefícios físicos, mentais, emocionais e espirituais. Entre eles: dissolver couraças emocionais, trabalhar a ansiedade, eliminar tensões, liberar emoções e preocupações, ter consciência de si, autoconhecimento, desbloqueio dos chakras, resgate do amor próprio, melhorar a disposição e o fluxo de energia vital, melhorar a qualidade de vida de maneira geral, aumentar a criatividade, colocar corpo e mente em atividade, abrir os canais intuitivos, liberação de hormônios como a endorfina, a serotonina e a ocitocina, o que gera um intensa sensação de bem estar. Trazer clareza à mente, melhorar a autoconfiança e o otimismo, entre outros.

As técnicas de meditação ativa trabalham movimentos acelerados e/ou suaves, as vezes movimentos repetitivos, as vezes movimentos diversos. Podem parecer propostas muito malucas para a maioria das pessoas, nos tiram dos padrões, do lugar comum e podem nos levar a grandes mergulhos em nosso interior. São técnicas dinâmicas, que trabalham com som, respiração e movimento. Movimentos livres e/ou orientados, dança, celebração, expressão corporal e verbal.

Se permita vivenciar as meditações ativas e não desanime se não conseguir se sentir em estado meditativo logo nas primeiras tentativas. Tente estar na prática sem expectativas, sem cobranças, sem pressões, apenas se entregue sem nada esperar, faça, se concentre, se divirta e sinta o que tiver de sentir. Quanto mais a gente pratica, mais fácil fica.

Alguns exemplos de meditações ativas criadas e/ou utilizadas pelo Osho:

Deva Harischandra Jéssica
Sou terapeuta do AMOR, trabalho tocando o corpo e a alma das pessoas. Acredito no trabalho de desenvolvimento do ser humano em sua integralidade com o método Deva Nishok. É um trabalho que transforma vidas.Trabalho com a massagem tântrica, nas seguintes modalidades:* Sensitive Massagem* Êxtase [...]

Veja o perfil completo

Quer receber as newsletters?