Melhor que o caminho é o caminhar

Melhor que o caminho é o caminhar

publicado por Amrita Devi

Há algum tempo, assisti a um filme chamado “Poder Além da Vida”. Nele, dentre muitos aprendizados maravilhosos, tem uma passagem que fala sobre a vida de um guerreiro. Um guerreiro não desiste do que ama, ele acha o amor no que faz. Um guerreiro não procura a perfeição, ou a vitória. Ele é “vulnerável”. E, diante de qualquer circunstância, seja ela aparentemente boa ou má, ele simplesmente pratica o estado de presença e aceitação, vivendo o que há para ser vivido. Sem julgar, sem fazer ligação com o passado ou com o futuro. Simplesmente confiando no universo…

É um grande diálogo, do qual se extrai lições que valem por toda uma vida se pudéssemos segui-las:

“A vida é uma escolha. Pode escolher ser uma vítima ou pode escolher ser o que quiser. Um guerreiro age. Só um tolo reage. Não existe início nem chegada, só o caminho”.

Por isso, o importante é deixar a vida fluir e viver o que está aqui, agora, neste momento, para ser vivido.

Como bem disse o poeta espanhol Antonio Machado, “O caminho faz-se ao andar”; assim fui então andando, depois de me aposentar, aos 51 anos, após 35 anos de atividades no campo da Administração, percorrendo vários caminhos da área corporativa (Sistemas e Métodos, Gestão da Qualidade, Consultoria Organizacional e Auditoria). O fato de eu ser uma mulher de ação e movimento e com uma enorme vontade de me manter ativa e de contribuir para o crescimento de outros, levaram-me a um questionamento: que mais posso fazer? Como posso ainda ser útil à sociedade? Como posso pôr o meu saber e experiência a serviço dos outros? Então, no meio da jornada da minha vida dei por mim numa rua sem saída, tive a impressão de ter perdido o caminho.

E com essa consciência, a resposta veio, naturalmente, depois de um período de reflexão e pesquisas em diversos sites da internet. Foi então que encontrei, no site do Centro Metamorfose, um workshop que mudaria para sempre a minha vida – “O Caminho do Amor”, onde vivenciei uma das mais lindas experiências da minha vida e que me mostrou meu novo caminho a seguir. O maior aprendizado foi entrar num estado de sincronicidade incrível. O que existe dentro de mim e o que existe fora de mim tem sido, dia após dia, algo indissociável. É a unicidade da vida se manifestando milagrosamente, simplesmente porque decidi, definitivamente, que tudo é exatamente como tem de ser.

O segredo é abandonar a resistência. Toda a nossa dor, todo o nosso sofrimento está em resistir, em não aceitar, em brigar com as circunstâncias que não acontecem exatamente como esperávamos. Travamos uma briga interna a maior parte do tempo, seja com o tempo, seja com alguém que tem um comportamento que nos incomoda, seja com um resultado insatisfatório, seja com nada.

E já que a dor é o preço que se paga pela chance espetacular de existir, decidi ousar, parar de me defender o tempo todo e amar, dar o meu melhor, fazer tudo o que estiver ao meu alcance, e quando eu achar que não dá mais, que não posso mais, respirar fundo e começar tudo outra vez…

Decidi então, aprofundar meu estudo em alguma área que me levasse ao meu objetivo. Escolhi, então, o Tantra – e assim, de certo modo, pôr o foco da minha atividade no meu desenvolvimento pessoal e profissional. Fui, então, buscar respostas para questões específicas (consciência, desejos, inquietações, vontade de evolução, mudança etc.) para então, encontrar meu próprio caminho. Ora, isto corresponde ao Tantra – um caminho de transcendência, de aprimoramento, de centramento e de auto-desenvolvimento. Uma descoberta, o reconhecimento de que somos consciência. É viver em harmonia com a força da vida que está ao redor e dentro de nós. Não é para ser entendido intelectualmente, é para ser vivido, experimentado.

A raiz sânscrita da palavra Tantra é: “Tan” que significa expansão e “tra”- liberação, ou “tanoti” e “trayati”. Assim, podemos interpretar a palavra Tantra como o caminho da libertação através da expansão.

A beleza do Tantra é que é um caminho de aprendizagem conjunta. Confiar noutra pessoa para o seu crescimento pessoal é o ato final de rendição e, através da entrega é onde os avanços começam a acontecer. Duas pessoas assumindo riscos conscientes estendem em muito os limites de suas zonas de conforto, assim um grande crescimento acontece, individualmente e como parceiros.

O buscador dos dias atuais pode descobrir que muitos dos componentes das práticas tântricas se integram muito bem com nossas vidas diárias. As experiências que se têm que com aqueles que praticam o Tantra pode nos dar ferramentas para estarmos mais presentes e conscientes em todos os aspectos da vida.

Tantra é amor. E o amor só é encontrado dentro de nós. Você reconhece o Divino dentro de você. O Tantra amplia a compaixão, o cuidado, o carinho com você e com o planeta. Celebre a vida, viva o Tantra! Eu recomendo!

Amrita Devi
Coordenadora do Espaço Sammasati em Botafogo / RJ. Atua como instrutora de Delerium Privativa para casais e de Cursos de Massagem Tântrica individual e em grupos. Terapeuta Corporal com especialização em Disfunções Sexuais. Formação em Renascimento (Rebirthing) e Terapias Integradas de Respiração (TIR) pela Comunna [...]

Veja o perfil completo

Quer receber nossas newsletters no conforto do seu email?


Atividades da Terapêutica Tântrica

Outros artigos interessantes para você

Quem é o Gerenciador de sua Vida?
A responsabilidade deve partir de mim

por Deva Dasi (Abigail)

Empoderar-se é uma escolha!
A Saga da Borboleta e a Lição de Vida

por Deva Dasi (Abigail)