Mulher: O que a fez esquecer do prazer?

Mulher: O que a fez esquecer do prazer?

publicado por

tags: Tantra, Massagem Tântrica

[ arte por Leonid Afremov "Moments of Pleasure" ]

A herança da criação patriarcal repressora e religiosa faz muitas mulheres não se importarem com o prazer obtido através de seus corpos.

A sensibilidade feminina tende a ficar em segundo plano até mesmo nos relacionamentos duradouros. Talvez por acumular afazeres domésticos, maternidade e todas os cuidados exigidos pelo estereótipo de vaidade aos quais a mulher passou a acreditar, o tempo tenha ficado curto no que diz respeito ao prazer feminino.

 O corpo da mulher pode ser mutilado sem culpa e nem cerimônia, como nas intervenções cirúrgicas durante o parto, onde a fisiologia do corpo possui todos os recursos necessários para cumprir o objetivo de parir - na grande maioria dos casos.

Na antiguidade muitas mulheres foram obrigadas a utilizar o cinto de castidade. Um aparelho que envolvia a cintura pélvica feminina e possuía um cadeado que o marido trancava em sua ausência, para garantir que sua propriedade não fosse violada. Durante a ausência do marido a mulher não podia fazer a higiene de seu genital.

Tais abusos criaram o registro cultural da submissão criando o histórico da dependência masculina. O homem tinha o direito instituído de exercer a violência sobre o corpo feminino implementando sobre ele o registro da dor.

O corpo feminino serviu aos interesses masculinos e poucas mulheres foram além do que a selvageria masculina permitiu. Exceto as transgressoras que ousaram se tocar, viajar, estudar, trabalhar, não aceitar o casamento arranjado, dirigir, votar, ou seja, romper as correntes e superar as barreiras que limitavam o acesso ao prazer de viver.

Por causa da posse masculina sobre o corpo feminino, a genitália da mulher era conhecida apenas por sua função reprodutiva. Até pouco tempo não se conhecia as estruturas do genital feminino e seu potencial imenso de fornecer o prazer a mulher.

O sexo penetrativo condiciona as mulheres aos limites orgásmicos do homem. Já que a maioria dos homens se limitam a ter uma relação sexual com o objetivo da ejaculação e esta acontece com bastante rapidez, muitas mulheres não chegam ao orgasmo e acreditam ser normal. Aquelas que chegam ao orgasmo, não conhecem mais que um ou dois, por conta da impotência de alguns parceiros.

Sendo assim, poucas mulheres conhecem o potencial multi-orgástico do seu corpo, já que a cultura repressora limitou os estudos da anatomia do corpo feminino a função reprodutiva e a religião castrou a chance de homens e mulheres de se conhecerem, fazendo entender as manobras sexuais além do coito penetrativo como pecado.

Em tempos de internet wifi com acesso pelo celular, a limitação do acesso  a informação já não pode ser desculpa para perpetuar situações desconfortáveis. O prazer da mulher é pessoal e intransferível, podendo apenas ser compartilhado.

Antar Vartan (Ronnei)
Terapeuta Tântrico certificado pelo Centro MetamorfoseTerapeuta Tântrico, Renascedor e Instrutor de Cursos Individuais e em grupo de Massagem Tântrica, formado pelo Centro Metamorfose, com formação em Renascimento e Terapias Integradas de Respiração.Possui certificação Método Deva Nishok de Massagem Tântrica que permite a realização da Terapêutica [...]

Veja o perfil completo

Outras reflexões para você

A sociedade se transforma ao longo do tempo, e sábio é o Tantra que se adapta a todas as realidades. Sua visão integrativa permite que, não...
Recebo muitas interagentes que relatam dificuldades de ter orgasmos atualmente, mas que não foi sempre assim. Eu escrevi esse artigo com os...
Sempre que falamos de Tantra, falamos não só de técnicas e práticas corporais de intervenção direta, como a massagem Tântrica, ou mesmo da...
Durante bastante tempo na vida, eu acreditei que deveria dizer sim em muitas ocasiões em que no meu íntimo queria dizer não. Acreditava que...
Quando falamos de orgasmo, ou melhor, da ausência deles, normalmente caímos no lugar comum e paramos simplistas na falta ou na precariedade...
Quando se vive em sociedade, nem sempre podemos fazer, falar ou ter aquilo que desejamos. Isso é normal, mas toda vez que negamos um...
Desde o começo da humanidade sempre houve práticas visando o desenvolvimento pessoal e espiritual do ser humano. São várias religiões e...
Para compreendermos melhor como funciona a atuação do campo familiar é fundamental entendermos dos campos que se formam através das...
Você tem o hábito de expressar o que sente? Ou abafa as suas emoções para não desagradar ou ser visto como chato(a)? Tudo o que sentimos é...
Sempre que ouvimos o termo Tantra, ou mesmo pesquisamos sobre no vasto mundo da internet, a referencia que nos é dada para tal busca sempre...
Em Mahamudra todos os pecados são consumidos;em Mahamudra está a libertaçãodos cárceres deste mundo.Esse é o supremo archote do Dharma.Os...
Tenho me colocado no lugar do interagente e buscado entender o que o move a vir fazer uma sessão? Alguns carência afetiva como motivador....
No Tantra não há julgamentos, repressão, cultiva-se o processo de se perceber, despertar a sensorialidade, descobrir novas áreas e...
Crescemos em um ambiente em que nos mostra desde novos que o que rege o nosso centro de poder é o nosso status social, é algo passado de...
[ arte por Leonid Afremov "Moments of Pleasure" ] A herança da criação patriarcal repressora e religiosa faz muitas mulheres não se...
Desde a antiguidade a palavra magia soou e até hoje soa como algo negativo. Desde épocas muito antigas, existem escolas de iniciação...
Sabemos por conhecimento, indução, percepção ou aprendizado que nossa cultura carrega uma matriz machista vinda de firmes pilares...
O Tantra abraça muitas práticas que vão desde respiração, meditação, toques e acessos corporais para que você se desenvolva e atinja mais...
Nos tempos atuais é impossível termos em mente uma percepção sobre o desenvolvimento de forma profunda do humano que não venha da cultura...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...