Mulher: O que a fez esquecer do prazer?

Mulher: O que a fez esquecer do prazer?

publicado por

tags: Tantra, Massagem Tântrica

[ arte por Leonid Afremov "Moments of Pleasure" ]

A herança da criação patriarcal repressora e religiosa faz muitas mulheres não se importarem com o prazer obtido através de seus corpos.

A sensibilidade feminina tende a ficar em segundo plano até mesmo nos relacionamentos duradouros. Talvez por acumular afazeres domésticos, maternidade e todas os cuidados exigidos pelo estereótipo de vaidade aos quais a mulher passou a acreditar, o tempo tenha ficado curto no que diz respeito ao prazer feminino.

 O corpo da mulher pode ser mutilado sem culpa e nem cerimônia, como nas intervenções cirúrgicas durante o parto, onde a fisiologia do corpo possui todos os recursos necessários para cumprir o objetivo de parir - na grande maioria dos casos.

Na antiguidade muitas mulheres foram obrigadas a utilizar o cinto de castidade. Um aparelho que envolvia a cintura pélvica feminina e possuía um cadeado que o marido trancava em sua ausência, para garantir que sua propriedade não fosse violada. Durante a ausência do marido a mulher não podia fazer a higiene de seu genital.

Tais abusos criaram o registro cultural da submissão criando o histórico da dependência masculina. O homem tinha o direito instituído de exercer a violência sobre o corpo feminino implementando sobre ele o registro da dor.

O corpo feminino serviu aos interesses masculinos e poucas mulheres foram além do que a selvageria masculina permitiu. Exceto as transgressoras que ousaram se tocar, viajar, estudar, trabalhar, não aceitar o casamento arranjado, dirigir, votar, ou seja, romper as correntes e superar as barreiras que limitavam o acesso ao prazer de viver.

Por causa da posse masculina sobre o corpo feminino, a genitália da mulher era conhecida apenas por sua função reprodutiva. Até pouco tempo não se conhecia as estruturas do genital feminino e seu potencial imenso de fornecer o prazer a mulher.

O sexo penetrativo condiciona as mulheres aos limites orgásmicos do homem. Já que a maioria dos homens se limitam a ter uma relação sexual com o objetivo da ejaculação e esta acontece com bastante rapidez, muitas mulheres não chegam ao orgasmo e acreditam ser normal. Aquelas que chegam ao orgasmo, não conhecem mais que um ou dois, por conta da impotência de alguns parceiros.

Sendo assim, poucas mulheres conhecem o potencial multi-orgástico do seu corpo, já que a cultura repressora limitou os estudos da anatomia do corpo feminino a função reprodutiva e a religião castrou a chance de homens e mulheres de se conhecerem, fazendo entender as manobras sexuais além do coito penetrativo como pecado.

Em tempos de internet wifi com acesso pelo celular, a limitação do acesso  a informação já não pode ser desculpa para perpetuar situações desconfortáveis. O prazer da mulher é pessoal e intransferível, podendo apenas ser compartilhado.

Antar Vartan (Ronnei)
Terapeuta Tântrico certificado pelo Centro MetamorfoseTerapeuta Tântrico, Renascedor e Instrutor de Cursos Individuais e em grupo de Massagem Tântrica, formado pelo Centro Metamorfose, com formação em Renascimento e Terapias Integradas de Respiração.Possui certificação Método Deva Nishok de Massagem Tântrica que permite a realização da Terapêutica [...]

Veja o perfil completo

Outras reflexões para você

Não fazemos ideia e nem sempre mensuramos a dimensão do quanto o corpo está diretamente ligado a constituição do corpo psíquico e por...
Essa é uma questão recebida frequentemente dentro da Terapia. Muitos casais tem dificuldade de estabelecer um diálogo de forma aberta e...
Da vergonha: De ser quem se é.De gostar do que gosta.Da sua história de vida.Da sua condição social.Do seu corpo. Da dureza: No olhar.Nas...
Aromaterapia é uma técnica terapêutica natural que trabalha com os óleos essenciais ,substâncias aromáticas naturais. A aromaterapia pode...
Um questionamento comum entre mulheres é por que muitos homens, na hora do sexo, tendem a acumular toda a energia na pelve com estocadas...
O ser humano é Uno em essência, Trino em manifestação e Sétuplo em evolução. As consciências do nosso corpo físico estão intimamente...
Escrever sobre um ritual é sempre desafiador porque essa vivência é algo que extrapola todos os conceitos .Descrevo aqui um caminho...
As pessoas da minha geração, em sua grande maioria, devido a questões histórico-culturais, foram ensinadas a buscar desenvolver o...
Como você tem iniciado os seus dias? Chateado(a) porque teve poucas horas pra dormir? Acorda cansado(a) e sem vontade de se levantar e...
Vivemos sempre em dualidade: Bem e mal, luz e sombra ,frio e calor. Apesar do aparente contraste entre essas polaridades, olhando mais...
Uma vez, não me lembro ao certo quem, nem onde, alguém propôs que como exercício de autoconhecimento, fizéssemos uma fofoca sobre nós...
Vamos conversar um pouco sobre orgasmos? O que vem na sua cabeça quando ouve essa palavra? Tenho certeza que vem cenas na sua cabeça!...
Você conhece a Glândula Skene? Trata-se de uma glândula do organismo feminino, que se localiza abaixo da uretra, próximo da abertura da...
Observe seu corpo... Toda essa estrutura formada por ossos, articulações, ligamentos, tendões, músculos e órgãos...E tente perceber que seu...
"Sim. Eu não quero me mostrar a mim mesmo ou aos outros." Mas você tem que decidir isso. Essa é uma das coisas mais básicas a ser entendida...
A intimidade tântrica tem o potencial de nos conectar completamente. Abaixamos nossa guarda e permitimos que todos o nosso eu flua para...
É menos comum que a ejaculação precoce, mas gera tantos prejuízos quanto. Muitas vezes, tem sua origem na crença em que os homens precisam...
Durante o tempo como praticante de vivências tântricas, pude constatar sobre o fascínio das pessoas pelo orgasmo de corpo inteiro. De fato,...
Vida. Não há nada diferente disso. Níveis, escalas, estágios, formas. Tudo isso pode variar, mas a morte absoluta não há. Um objeto, um...
Quando falamos sobre sexualidade a primeira coisa que vem a cabeça das pessoas é a palavra "sexo". O sexo atravessa nossa sexualidade, e...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...