Sensualidade Masculina

Sensualidade Masculina

publicado por Deepak Shodin

tags: Tantra, Tantra para Homens

Parece algo simples né? "Homem está sempre cheio de tesão, louco pra fazer e acontecer. Parecem cheios de si, com a auto-estima la em cima. Sem insegurança sobre seus corpos e padrões de beleza. Sem cobranças internas sobre como agir na Hora H. So que não! Não é bem assim.

A maioria dos homens são criados para ter asco, ranço, nojo de outro homem. Do corpo de outro homem e do seu próprio. Dos cheiros, dos pêlos e dos fluídos. E isso transcende a questão da opção sexual. Ja ouvi de muitos gays que a questão do toque e afeto entre eles tbm é difícil. E POR QUE SERÁ?

Desde meninos somos bombardeados para enxergarmos e sentirmos a sensualidade e beleza, apenas nas mulheres. Infelizmente elas são objetificadas como material de consumo por muitos tipos de industrias. Não só as pornográficas. E por mais ruim que isto seja, acabou criando raízes fortes no nosso inconsciente.

Já ouviu algum homem hétero dizer para o outro "Esse mano ai é sexy hein! Que irmão sensual! Nestes casos Homem nunca é sensual, no máximo "boa pinta" ou "tem presença". E qual o grande problema disso? Como eu vou ter amor próprio, conhecer meu corpo e suas milhões de possibilidades de prazer se eu não posso reconhecer isso em outro homem? Se o corpo masculino não é colocado como fonte de beleza? Por um acaso eu sou o único homem da Terra? Eu reconhecer a sensualidade em outro homem significa que eu queira me relacionar com ele? Isso não é verdade...a atração sexual está muito além disso.

Para um homem, RECONHECER que outro homem é sensual e sexy pode ser LIBERTADOR. E isso independe da orientação sexual. Reconhecer beleza e graça em outro homem, e, inclusive, conseguir expressar isso, pode ser o início da cura para muitas questões relacionadas ao machismo.

Deepak Shodin
Sou um buscador. Minha paixão sempre foi o corpo em movimento, pratiquei artes marciais durante toda a minha vida e, meu maior prazer era observar o quanto meu corpo respondia aos estímulos que me eram dados durante as atividades mais extenuantes. O quão era prazeroso [...]

Veja o perfil completo

Quer receber as newsletters?