Somos todos Curadores feridos

Somos todos Curadores feridos

publicado por Vanessa da Silva (Deva Yatri)

Todos relutamos em nos tornar vulneráveis, em

mostrar o que temos dentro de nós, sejam coisas positivas ou negativas. Vivemos com medo de mostrar nossas verdades, nossas fraqueza, sentimos vergonha e nos escondemos, achamos que somos os únicos ou que a nossa dor é desprezível. Isso é muito difícil, a não ser que nos sintamos seguros para nos expor.

Creio que a melhor maneira de começar a encontrar o significado da sua doença é perguntar a si mesmo:

-Pelo que anseio e ainda não realizei em minha vida?

Você vai encontrar uma ligação entre esse desejo não realizado e sua doença. Cada um precisará de tempo e de muito amor para se mostrar. Devemos dar uns aos outros espaço e apoio, por meio desse ferimento que todos estamos aprendendo a amar. Esse ferimento interno que temos é o nosso maior mestre, devemos reconhecer quem realmente somos por dentro, somos a bela essência, apesar das camadas de dor e de raiva que nos encobrem.

Cada um de nós é único em sua individualidade, é muito bom que seja assim. Devemos nos tornar curadores feridos, ajudando-nos mutuamente a compartilhar a verdade do nosso ser interior.

Cada um de nós deseja ardentemente ser, compreender e expressar quem realmente somos. Esse anseio é a luz interior que nos orienta ao longo do nosso caminho evolutivo. Falo aqui não apenas da saúde do corpo físico, mas também da saúde do espírito, a saúde da alma. É segundo essa estrutura da realidade que todos os problemas relacionados com a vida e saúde podem ser resolvidos. Viver no nível físico é viver no amor, desenvolver as nossas qualidades superiores e nos unirmos ao divino. Quaisquer que sejam as circunstâncias da vida atual, é disso que trata a vida. Qualquer que seja a dor, o problema ou a doença, esse é o ensinamento, trata-se de aprender a amar, lembrar que você é divino. Esse é o seu processo de aflorar à luz.

Cada um de nós nasceu com a missão de refazer a ligação com o âmago do nosso ser para isso precisamos acabar com os bloqueios existentes, isso é missão de vida. Ao realizá-la, á liberação das energias criativas e podemos compartilhar com o mundo. Ninguém além de você vai curar a você mesmo. Você inteiramente é capaz de fazer isso. O processo de curar uma doença pessoal é na verdade um ato de fortalecimento, essa é uma jornada pessoal um rito de passagem. Considerando as coisas a partir de uma perspectiva mais abrangente, a doença é causada por um anseio não realizado. Quanto mais profunda a doença, mais profundo o anseio. De alguma forma você esqueceu de quem é, qual é o seu propósito, e da sua energia criativa. A doença é o sintoma: a doença representa seu desejo não realizado. Assim, acima de tudo, use a sua doença para se libertar e poder fazer e ser o que sempre quis, para expressar e manifestar quem você já é a partir de sua realidade mais profunda, mais ampla e mais elevada.


Vanessa da Silva (Deva Yatri)
Psicoterapia Corporal, Terapeuta formada em Terapia Tântrica, Renascimento e Terapias Integradas de Respiração pela Comunna Metamorfose. Formada em ThetaHealing, TRE® Tension Release Exercises (Exercícios de Redução das Tensões e Estresse), Formada em Hipnose Terapêutica pelo Instituto Elsever - SP, Coaching pelo Instituto Kalíle e PSC [...]

Veja o perfil completo

Quer receber as newsletters?