UM NOVO OLHAR SOBRE A DOR E O PRAZER NO PARTO

Parte 2

UM NOVO OLHAR SOBRE A DOR E O PRAZER NO PARTO

publicado por Prem Neera (Iana)

Vamos entender Como é possível que o UTERO SE ABRA com dor e pelo contrário com extremo PRAZER.

O "útero é uma bolsa" formada por feixes de fibras musculares com uma porta de saída, o colo do útero, onde esses feixes se concentram para fechar a saída com o fim sustentar o peso do feto, da placenta, do líquido amniótico, etc... concentra a força da gravidade e ao mesmo tempo tem que dilatar-se os famosos 10 centímetros para que saia o bebê no final do parto.

O tecido muscular é forte e ao mesmo tempo elástico e flexível;
-elástico para abrigar o bebê conforme vai crescendo,
-forte para apertar as fibras musculares do colo e aguentar 10 a 12 quilos de peso contra a força da gravidade e,
-flexível para total relaxento, distensão e abertura a saída.

E tudo isso com um sistema de fechamento e abertura que depende o sistema neuroendocrino e neurocelular da mulher.

Há evidências reais de que esse dispositivo é o orgasmos e que o orgasmos foi um invento evolutivo para acionar a abertura do útero.

O sistema muscular do útero têm três capas de fibras musculares;
as longitudinais,
as circulares e
as intermediárias.

As LONGITUDINAIS tem a função de esvaziar,
as CIRCULARES de reter. Enquanto as longitudinais empurram para fora,
as circulares devem afrouxar e distender.

As longitudinais estão ligadas ao Sistema nervoso Para-simpático (SNPS) enquanto s circulares estão ligadas o Sistema Nervoso simpático (SNS).

Como sabemos o
SISTEMA NERVOSO PARA-SIMPÁTICOS (SNPS) é o que ativa no estado de relaxamento, bem-estar, segurança, aconchego e
o SISTEMA NERVOSO SIMPÁTICOS que funciona em estado de alerta, stress, medo, opressão, perigo, fome, sede, etc..

Dessa maneira o colo do ÚTERO NÃO DILATA quando a mulher está com o sistema nervoso simpático ativado (SNS).

A FISIOLOGIA do parto estabelecida ao longo da EVOLUÇÃO prevê uma INTERRUPÇÃO no trabalho de parto se for detectado alguma PERIGO para a mulher, por isso o colo do útero não dilata quando ela está em um estado nervoso.

De alguma maneira, as fibras musculares ao invés de funcionar compassadamente em harmonia com os movimentos longitudinais, oferecem RESISTÊNCIA e fazem o útero ter ESPASMOS que produzem a dor das CÂIMBRAS, e como nós conhecemos como sendo as CONTRAÇÕES (cólicas) normais do parto.

Concluindo que o MEDO do parto mantém ativo o sistema nervoso Simpático (SNS), IMPEDE o relaxamento e a DISTENSÃO dos músculos circulares do colo do ÚTERO, o que o corpo considera como uma DISFUNÇÃO fisiológica e provoca a DOR do parto.

Por outro lado, o útero têm receptores de OCITOCINA no tecido muscular. E para ser ativado o fluxo NATURAL deste HORMÔNIO o útero intervém a SEXUALIDADE, ao prazer e se possível aos "ORGASMOS na hora do PARTO".

O orgasmo é a forma mais rápida e fácil de produzir a oxitocina que o útero precisa para se abrir e deixar vir ao mundo o novo Ser.

Quando se INDUZ ou se quer ACELERA o parto com a oxitocina SINTÉTICA, o que acontece é que as fibras longitudinais do útero se batem devido aos ESPASMOS e EMPURRAM as fibras circulares que continuam CONTRAÍDAS. Além de que a oxitocina sintética chega no organismo como uma BOMBA ao invés de chegar de forma pulsátil.

Portanto, a fisiologia natural do parto consiste no amor, respeito e dignidade à mulher, ao homem e ao bebê, um ambiente seguro com pessoas confiáveis, o sistema nervoso Simpático desativado e a produção natural da oxitocina através do prazer e do orgasmo.

Sim! O parto é nosso e nós pariremos com prazer...

Satisfação esclarecer a Ti

Eu Sou Prem Neera
Terapeuta & Doula Tântrica da Rede Metamorfose

E eu estou disponível te ajudar na sua hora de PARIR com PRAZER...

Com amor e Gratidão

Prem Neera (Iana)
Obrigada por estar aqui Querida e Corajosa Alma. Eu estou realmente grata por este momento em que estaremos trabalhando juntos. Bem vindos a TERAPIA TÂNTRICA. De coração eu te agradeço por me escolher como "SUA TERAPEUTA" nesse caminho do despertar da energia sexual. Tudo o [...]

Veja o perfil completo

Quer receber as newsletters?