Uma conversa sobre posse no relacionamento amoroso...

Uma conversa sobre posse no relacionamento amoroso...

publicado por

Todos somos pessoas, e pessoas são livres, no entanto, devido a nossa carga cultural, ancestral e a questões emocionais não trabalhadas, muita gente ainda acredita que estar em um relacionamento amoroso lhe dá direitos sobre a outra pessoa. E, em muitas vezes, a posse aparece de forma ainda muito mais acentuada quando a parte que sofre com a possessividade do outro termina a relação.

Términos geralmente são dolorosos porque nos prendemos a muitas coisas gostosas, lindas e legais que já vivemos com a pessoa e acabamos por acreditar em algum lugar da gente, que aquelas sensações e sentimentos bons provocados por aqueles momentos irão voltar a nos visitar. Esse apego é o que muitas vezes nos mantêm presos a uma dificuldade e a situações dolorosas por estar terminando algo que na verdade, lá dentro da gente, sabemos que já acabou faz algum tempo.

Acabamos insistindo, passando por cima da nossa real vontade, sustentando a relação a duras penas, empurrando com a barriga, cedendo a pressões, indo e voltando, dividindo nosso precioso tempo com alguém que já não tem mais nada a ver com a gente, até que chegue num ponto insustentável, onde muitas vezes já não há admiração, tesão, nem parceria...

Claro que estou a falar de alguns casos, são apenas algumas possibilidades, hipóteses. Relações terminam diariamente pelos mais diversos motivos. Pode não ter sido assim com você. Mas muitas vezes é o apego que nos traz todo o sofrimento que um término de relacionamento geralmente nos causa. Se não o tivéssemos, poderia ser tão mais leve, natural, bonito e quem sabe até ficaria uma bela amizade.

Alguns términos podem ser bastante traumáticos e deixar feridas que precisam de mais do que tempo para serem curadas. Há muitas relações em que os parceiros possessivos não se incomodam em viver na relação, momentos tediosos, falta de desejo da parte do outro, chatices, desgastes emocionais, momentos desagradáveis juntos, não aceitações do outro como é de ambas as partes, inúmeras incompatibilidades em vários quesitos. Mas se incomodam de forma extrema ao ouvirem o(a) parceiro(a) mencionar o término da relação.

Aguentam tudo, desde que continuem juntos. Tentam contornar de todas as maneiras, mas se mostram agressivos ao perceberem que não há mais possibilidade de reconciliação. Muito triste, lamentável e inacreditável quando a gente convive tanto tempo com uma pessoa de forma tão íntima e ela consegue de maneira muito natural te dizer coisas horríveis e até mesmo ameaçar a sua integridade física quando você termina uma relação.

É como se você não tivesse direitos sobre sua própria vida, como se fosse uma propriedade, como se você estivesse negando a melhor pessoa pra sua vida de uma forma ingrata e fosse merecedor(a) de passar por toda a situação degradante, humilhante, destrutiva e traumática a qual foi submetido(a) apenas por terminar um relacionamento. E isso pode ser ainda bastante agravado quando se depende financeiramente da pessoa possessiva. É dar muito poder a alguém sobre sua própria vida. Há que se ter muito cuidado com relação a isso. Confiar os seus meios de subsistência a alguém pode ser bastante perigoso.

Se você passou ou passa por algo parecido com isso, sofreu ou sofre com um(a) ex parceiro(a) possessivo(a), desejo de todo o meu coração, que você se cure de todas as feridas que esse término tenha te causado, que se cure também de todas as sintonias que de alguma forma possam ter te levado a viver esse tipo de relação, e que consiga verdadeiramente ser grato(a) por tudo o que viveu de bom, por tudo o que aprendeu e também por ter se libertado. Que devolva todas as energias da pessoa, que estiveram em você e que recolha todas as suas energias que estiveram com ela. Que siga em frente, consciente de tudo o que essa relação te ensinou e que saiba que o passado é um lugar onde não precisa estar mais.

Que se abra para as inúmeras possibilidades que a vida te oferece o tempo todo e que as viva em abundância. E não estou me referindo aqui, somente a um outro relacionamento, mas a todas as coisas que te transbordam o coração. Seja cuidar de si mesmo(a), praticar o bem, viajar, ler o que gosta, cultivar o bom humor, estudar coisas que são importantes pra você, estar com as pessoas que ama, se conectar à natureza, dançar, trocar sorrisos, abraços e risadas, cantar, ouvir música, descansar, praticar uma técnica meditativa, uma atividade física prazerosa, se presentear, se jogar no trabalho, entre inúmeras outras coisas que te fazem bem.

Exercício

Vou compartilhar com você um exercício que um terapeuta (maravilhoso e que me ajudou muito) me propôs fazer, sobre o que é importante pra mim em uma pessoa com a qual eu queira me relacionar amorosamente.

Ao final do exercício, eu cheguei à seguinte lista de coisas que valorizo:


Estes são apenas alguns pontos que fazem sentido pra mim. Você pode, se quiser, observar e pensar o que é importante para você em uma pessoa para que haja um bom relacionamento amoroso.

É muito importante também, nesse exercício, observar se você também tem os pontos destacados para oferecer ao outro e que busque se trabalhar nesse sentido. É digno, é justo.

Alguns términos nos deixam feridas. Que as curemos todas e sigamos, amando em primeiro lugar a nós mesmos(as). Pegue desse texto o que te serve e construa a sua caminhada com amor e carinho para consigo mesmo(a) e com quem chegar pra caminhar junto, seja por percursos curtos ou maiores.

E se, no caso, você é a pessoa possessiva, saiba que você não tem direito nenhum sobre outra pessoa, que não é dono(a) de nada, que 'não' é 'não', respeite isso. Não insista, não seja agressivo(a), não machuque, porque não pode ser amor o que você sente. Amor nunca faz mal. Busque ajuda. Você não depende dessa pessoa pra ser feliz, há inúmeras outras possibilidades de pessoas que queiram estar com você por vontade própria. Você não é a melhor pessoa para a outra, se ela não quer mais, é um direito dela. Siga, cuide-se, cure-se, faça terapia, encontre-se, conheça-se, cresça, você tem muito mais oportunidades de ser feliz se fizer isso do que se ficar preso e importunando, ameaçando, fazendo mal a uma pessoa que diz que ama. Você definitivamente não precisa agir assim. Não é fácil sair desse padrão de dependência sozinho. Busque um terapeuta. Há muitos outros caminhos que você pode seguir. Permita-se! A vida é vasta e generosa. Não se prenda a quem não quer ficar com você. Está tudo bem, está tudo certo, não há nada de errado com isso, assim como certamente há pessoas com as quais você não quer ter um relacionamento amoroso. Normal. Faz parte. Se olhe com carinho, acolha suas partes que carregam essas dores de rejeição e essa necessidade ilusória de que você precisa dessa pessoa e que ela tem obrigação de te querer. Siga... A vida é oceânica e não uma só gota.

Um grande abraço!

Deva Harischandra Jéssica
Sou terapeuta tântrica, trabalho tocando o corpo e a alma das pessoas. Acredito no trabalho de desenvolvimento do ser humano em sua integralidade com o método Deva Nishok. É um trabalho que transforma vidas.Trabalho com a massagem tântrica, nas seguintes modalidades:* Sensitive Massagem * Êxtase [...]

Veja o perfil completo

Outras reflexões para você

Sabemos aqui que muitas mulheres não conseguem chegar ao orgasmo e muitas delas, sequer sabem o que é orgasmo, sempre pinta essa dúvida ,...
A desigualdade de orgasmos entre homens e mulheres não é apenas um problema individual. 75% dos homens chegam regularmente ao orgasmo em...
Entrevista conduzida por Andréia Félix: Deva Nishok: Tantra é uma palavra que, em Sânscrito, significa “Tramas”, os fios de comportamento...
Vamos ser sincero, quando foi a última vez que você quis se jogar nos braços de seu parceiro? Se a resposta for no mês passado ou alguns...
Abuso de qualquer natureza é uma conduta despropositada, que deve ser a todo custo rechaçada e que acarreta traumas profundos. Dentre todas...
Não devemos dar nem receber,mas permanecer natural, porque Mahamudraestá para além de toda aceitação e rejeição.Já que alaya não é...
Aqui vou eu, bem ousada, falar de algo muito importante: a higiene íntima masculina. Falar de higiene feminina é muito comum e não é...
A Terapia Tântrica promove uma ressignificação da sexualidade de quem a busca. Como terapia corporal auxilia no processo de reeducação...
Em uma sociedade que foi proibida a falar sobre o prazer e a sexualidade, a missão do Educador Tântrico se faz necessária para orientar e...
É verdade e é possível alcançar! Porém, não é algo automático, um passe de mágica, um botão que se aperta. Não é uma técnica que te fará...
Prioridade, segundo o dicionário pode ser definida como: “condição do que é o primeiro em tempo, ordem, dignidade.” Quais tem sido suas...
Venho observando muitas pessoas com dúvidas sobre Energia Sexual. Algumas perguntas dos homens sobre a energia sexual das mulheres e sobre...
A solidão não é causada pela falta de contato com as pessoas, mas sim pela falta de conexão conosco mesmo, com nossa base divina. Às vezes,...
Se você gosta de espiritualidade, meditação, é provável que já tenha ouvido falar do Tantra. Muitas pessoas agora estão se voltando para o...
É um longo caminho do sexo ao samadhi. Samadhi é a última meta; sexo é apenas o primeiro passo. E eu quero realçar que as pessoas que se...
Bloqueios sexuais podem surgir por inúmeras razões. A verdade é que eles costumam se relacionar com questões emocionais, que podem aparecer...
A grande maioria dos profissionais liberais trabalham de forma organizada. Constroem uma agenda calculando seus horários para que todos os...
Às vezes, sentimos incômodos quando nos criticam ou nos insultam, mas inconscientemente estamos nos criticando e nos cobrando; isso é a...
Considerada sagrada em diversas manifestações humanas sobre representação de fé e do sagrado, a água que é um dos quatro elementos que...
Você pode passar pela vida inteira sem perceber que você respira.O importante não é só o respirar muito e respirar bem, que é ótimo! Mas é...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...