Hormônios do prazer

Hormônios do prazer

Como funcionam?

publicado por Antar Vartan (Ronnei)

“Os hormônios são anatomia líquida, são derramamentos que convertem crianças em adultos.”

– Anatomia Emocional, Stanley Keleman

O sistema nervoso é uma bomba que pulsa e cada camada que o constitui compartilha desse ritmo pulsátil. Num movimento constante de inflar e esvaziar gerado pelos impulsos elétricos estimulam os organismos especializados, denominados de glândulas, a derramar hormônios na corrente sanguínea.

Os hormônios são verdadeiros elixires mágicos capazes de produzir efeitos positivos do ponto de vista físico, emocional e espiritual ao ser humano. Descargas de endorfina, serotonina, dopamina e oxitocina alteram a configuração da química do organismo humano, transformando o fluxo interno de substâncias benéficas em sensações agradáveis. Por isso são chamadas de hormônios do prazer.

Porém, o desvio ou inibição desses neurotransmissores provoca sintomas desconfortáveis, como queda de cabelo, ganho de peso, fraqueza, etc...O sistema endócrino onde são produzidos os hormônios do prazer faz parte do complexo corpo/mente/espírito e divide com o sistema nervoso a tarefa de manter a harmonia que causa as respostas imediatas necessárias a sobrevivência do ser humano. Em geral, o prazer é uma resposta do organismo indicando que nossas ações estão sendo benéficas a nossa saúde.

O prazer pode ser atingido através de várias maneiras, tais como praticando exercícios, comendo, tendo relações sexuais, escutando música, lendo, conversando, trabalhando e até sentindo dor, como no parto. Basicamente, o prazer estimula a secreção de endorfinas, pois ela é liberada em decorrência da excitação e fadiga muscular. Esse hormônio é considerado um analgésico natural que é produzido em resposta a atividade física e durante o orgasmo, visando relaxar, causar sensação de confiança e aumento de foco. O neurocientista francês Claude de Contrecoeur analisou o efeito da serotonina e da dopamina no comportamento e nos sentimentos e descobriu que esses hormônios tem efeitos opostos. Ao estimular a neurotransmissão da dopamina no cérebro, a mente se torna mais ativa e causa vontade de movimentar. Esse hormônio estimula a motivação e remove a indecisão, aumenta a autoconfiança, ativa o fluxo sanguíneo. Contrecoeur descobriu que o aumento de serotonina anestesia as emoções, suprime ou bloqueia o desejo sexual e deixa as pessoas sonolentas e menos agressivas. Elas até se movimentam menos. A função da oxitocina nos humanos é criar laços de afeto para que possam conviver melhor. Isso acontece através da diminuição dos níveis de cortisol - hormônio que estimula o estresse. Pessoas com altos níveis de oxitocina assumem maiores riscos sociais e fazem conexões mais claras. Indíviduos passam a deduzir corretamente o estado emocional de outra pessoa.

A oxitocina é o superpoder emocional das mulheres. Ela induz as contrações uterinas durante o parto e ajuda a liberar o leite materno. Muito do vinculo entre mãe, bebê e parceiro está influenciado pela liberação desse hormônio.

Podemos constatar então, sem exagero, que os hormônios são os componentes químicos do significado da vida. Portanto a realização de atividades capazes de estimular a produção desses componentes é fundamental para o equilibrio do sistema corpo/mente/espirito. Nessas condições, o prazer será uma consequência.

Bibliografia: Anatomia Emocional – Stanley Keleman; Vagina: Uma Biografia – Naomy Wolf; Revista Trip - Estrutura e local de síntese dos hormônios - Infomédica; Hormônio – Nosso corpo. Nossas Regras?; A Bioeletricidade do Corpo Humano - Deva Nishok.

Antar Vartan (Ronnei)
Terapeuta Tântrico certificado pelo Centro Metamorfose Terapeuta Tântrico, Renascedor e Instrutor de Cursos Individuais e em grupo de Massagem Tântrica, formado pelo Centro Metamorfose, com formação em Renascimento e Terapias Integradas de Respiração. Possui certificação Método Deva Nishok de Massagem Tântrica que permite a realização [...]

Veja o perfil completo

Quer receber nossas newsletters no conforto do seu email?


Atividades da Terapêutica Tântrica

Outros artigos interessantes para você