Como apimentar a relação? 6 dicas para sair da rotina em casal

Como apimentar a relação? 6 dicas para sair da rotina em casal

publicado por

Depois de um certo tempo juntos, é comum que casais experimentem o esfriamento da sua vida sexual a dois. Rotina, estresse, horários que não batem – são muitas as razões que levam um casal a perder esse aspecto tão importante da intimidade.

Você já se perguntou como apimentar a relação com o seu parceiro, ou parceira? Muitos podem pensar que a diminuição do sexo é o fim de um relacionamento duradouro, mas não precisa ser assim.

Existem muitas formas de reacender a chama entre casais e experimentar uma vida sexual ainda mais intensa e prazerosa. Neste artigo, explicamos algumas dessas técnicas e dividimos dicas para você, que deseja saber como apimentar a relação. Confira!

6 dicas de como apimentar a relação

Pode parecer difícil inovar e surpreender uma pessoa com a qual você convive há tanto tempo. A convivência pode ser encarada como a maior vilã para uma vida sexual ativa e aventureira, mas ela é, na verdade, um grande trunfo!

Casais que já se conhecem há muito tempo sabem de suas preferências mútuas e conhecem os atalhos para o prazer do outro. Usar esse conhecimento é fundamental para reviver a vida sexual do casal, tornando-a mais satisfatória e completa.

A seguir, compartilhamos algumas dicas importantes sobre o assunto e esperamos que elas sejam úteis no seu processo de autoconhecimento e conhecimento do seu parceiro. Vamos lá?

1. Trabalhe sua autoestima individualmente

Quando estamos em um relacionamento duradouro, pode ser fácil perder de vista as nossas necessidades individuais, uma vez que somos treinados a sempre pensar no outro como prioridade.

Não entenda mal; egoísmo não é uma característica dos bons amantes, mas não saber o que você procura na hora do sexo pode ser a receita perfeita para uma noite insatisfatória.

Por isso, antes de procurar dar prazer para o outro, trabalhe consigo mesmo. Entenda quais são os limites do seu corpo, o que te dá prazer e o que não dá. Esse processo de autoconhecimento é muito valioso para sua autoestima e, certamente, tem um impacto positivo na vida sexual a dois.

Quando falamos em autoconhecimento, não estamos nos referindo apenas à masturbação – embora este seja um elemento importante – mas à exploração de pontos de prazer no seu corpo que não tem a ver, necessariamente, com os genitais.

2. Aventure-se por outras regiões do corpo

Falando em explorar pontos de prazer… é preciso lembrar que um dos segredos para ter uma vida sexual mais satisfatória está na exploração de suas zonas erógenas para além do pênis, ou da vagina.

Todo o seu corpo é capaz de proporcionar prazer e, conhecer os pontos que mais despertam essas sensações pode ser muito divertido. Tome o seu tempo para explorar não só o seu corpo, mas também o corpo do seu parceiro.

Foque em áreas que não são obviamente sexuais e tenha paciência ao explorar estes espaços por meio de toques, massagens ou qualquer outro estímulo de sua preferência. Temos certeza de que os resultados podem surpreender vocês!

Dicas para apimentar a relação

3. Dê atenção às preliminares

Ainda que falar de preliminares possa parecer um clichê, esse estágio do sexo é, frequentemente, ignorado, ainda que seja extremamente importante para a potencialização do prazer.

E a preliminar não precisa começar alguns minutos antes do sexo em si. Provocações, olhares e toques são bem-vindos neste momento. Você pode usar a troca de nudes, o sexting e o compartilhamento de fantasias como forma de preliminares!

Tome o seu tempo redescobrindo o beijo do seu parceiro e os toques que, com a rotina, podem passar despercebidos.

4. Aposte em acessórios de sex shop

Se você e o seu parceiro curtem essa ideia, invistam em brinquedinhos sexuais para ambos! Eles são uma ótima forma de apimentar a relação e redescobrir zonas de prazer que estavam adormecidas.

Ou, se preferirem, usem fantasias, lubrificantes e outros tipos de acessórios. As lojas especializadas contêm uma infinidade de opções para casais que desejam explorar sua sexualidade juntos, de todas as maneiras possíveis.

5. Sejam sinceros um com o outro

Todos nós temos fantasias sexuais. Elas podem ser simples, ou elaboradas, não importa; o que é realmente importante é que vocês tenham um relacionamento de diálogo aberto, onde essas fantasias possam ser conversadas e exploradas, mesmo que vocês nunca a coloquem em prática.

Reprimir estes desejos pode gerar sentimentos de insatisfação sexual, ressentimento para com o parceiro e falhas de comunicação graves. Conversar sobre essas fantasias também pode ser um ótimo exercício de autoconhecimento e conhecimento do outro.

Lembre-se que preferências podem mudar ao longo do tempo e, só porque você conhece bem o seu parceiro sexual, não quer dizer que este relacionamento está livre de surpresas. Permita-se redescobrir o seu parceiro e faça desse exercício um combustível para uma vida sexual a dois mais plena.

6. Aprofunde a conexão sexual do casal

Aprofundar a conexão sexual, como um casal, pode ser uma tarefa desafiadora. Esse aprofundamento pode ser acompanhado de muitos sentimentos conflitantes, como a insegurança, a timidez e mais.

Nesse sentido, a terapia tântrica pode ser uma ótima ferramenta para aproximar você do seu parceiro, descobrindo novas possibilidades de prazer, aumentando o romance e a confiança mútua.

A terapia também é um momento de diversão em casal, e uma oportunidade para se entender as necessidades individuais de cada pessoa. O Delerium, um treinamento multiorgástico para casais, é uma ótima alternativa se você procura esse aprofundamento!

Descubra o Delerium, treinamento multiorgástico para casais!

Conexão nas relações


Conclusão

É comum que casais experimentem o esfriamento da sua vida sexual a dois, principalmente após muito tempo juntos. Para manter uma vida sexual saudável a longo prazo, saber como apimentar a relação é essencial.

Existem muitas formas de experimentar uma vida sexual ainda mais intensa e prazerosa e, neste artigo, compartilhamos algumas dicas de como fazer isso trabalhando a sua autoestima individualmente, aventurando-se por outras regiões do corpo, dando atenção às preliminares, apostando em acessórios de sex shop, dividindo fantasias e mais.

O Tantra também pode ser uma ótima ferramenta de aprofundamento da conexão sexual do casal.

O Delerium, promovido por terapeutas licenciados pela Rede Metamorfose, é um treinamento especificamente elaborado para ajudar casais a aumentar a sua conexão mútua. Para saber mais sobre o assunto e conhecer outras terapias tântricas, visite o nosso site!


Outros reflexões para você

Muitas mulheres não sabem o que é vaginismo, só associam a algo relacionado com a vagina por conta da palavra se assemelhar. O vaginismo...
Wilhelm Reich foi o primeiro cientista a descrever a natureza e o propósito do orgasmo como uma descarga de excesso de bioenergia com a...
A liberdade pode ser de três tipos, e esses três tipos tem que ser bem entendidos. A primeira é liberdade de, a segunda é liberdade para e...
Você tem amigos? Como está a sua rede de amigos influentes? Que tipo de influência os seus amigos exerceram ou ainda exercem sobre você?...
O ocidente nos condicionou a acreditar que a nossa nossa alma não é imortal, que junto à morte tudo acaba, mas se o nosso propósito é a...
O Tantra não está ligado a incríveis performances sexuais, orgias mirabolantes ou sexo grupal como frequentemente se propaga por aí. As...
Muito comum nas mulheres e pouco experimentado para os homens. O orgasmo seco tem intensidades semelhantes ou maiores do que um orgasmo...
Muitas vertentes filosóficas se apropriaram das fundamentações do Tantra Original, associando-as com práticas e conceitos peculiares às...
A pele é o maior órgão que nós temos e esbanja potencial. Você busca explorar esse potencial? Através da pele podemos nos conectar com o...
Você pode ser um consumidor nato de pornografia, e talvez, já tenha entrado no ciclo vicioso na tentativa de satisfazer os seus desejos,...
Mas se curar de quê? De todas as dores, mágoas, traumas, memórias negativas, crenças que nos fazem mal... Essas coisas que a gente guarda,...
Quando falamos sobre sexualidade a primeira coisa que vem a cabeça das pessoas é a palavra "sexo". O sexo atravessa nossa sexualidade, e...
Problema que atinge 1 em cada 4 brasileiros. A condição se instala a fatores físicos e psicológicos. É considerado uma ejaculação precoce...
[ Arte "Orgasmo", de Axel Rodriguez Martinez ] Cada mulher tem seu jeito de atingir o orgasmo. Para umas, basta uma rapidinha. Já para...
Quantas vezes olhamos para trás e nos perguntamos: “Como eu pude fazer isso?” Eu lhe convido a fechar os olhos nesse momento, acessar suas...
Todo mundo gosta de se sentir bem consigo mesmo, de receber elogios, de se sentir amado, querido do jeito que é. Quando sentimos, esperamos...
A masturbação faz parte do desenvolvimento sexual dos homens e mulheres. Embora hoje em dia as mulheres se masturbem mais a prática é vista...
O início de uma trajetória é sempre caracterizado por um único passo. É ele que desencadeia uma série de outros, responsáveis por colocar...
No nosso último artigo, falamos sobre o tema Implantes astrais, o que são e como atuam na sexualidade. Afirmamos de forma resumida do...
Recentemente atendi uma moça que teve pouquíssimas experiências sexuais na vida, apesar de já ter 38 anos. Ela nunca teve prazer nas...
A raiva é uma emoção desprezada em nossa cultura. Se você foi ensinado desde cedo a sentir vergonha, por ter raiva ou por expressá-la, você...
Beijo na boca: Quantas sensações podemos ter, impressões e estímulos. Acessamos o gosto do outro, a respiração e o ritmo. Já se perguntou...
Veja todos

Receba novas reflexões por email...